Acontecendo

terça-feira, 25 de julho de 2017

Porto Amazonense é vice-campeão no 18º Rodeio de Campeões no Mato Grosso

Representando Porto Amazonas e o Paraná, no 18º Rodeio Crioulo Nacional de Campeões, que aconteceu na cidade de Querência (MT) entre os dias 19 e 23 de julho, João Eduardo Cordeiro, (Duda), do CTG Capão do Céu, se consagrou vice-campeão na modalidade de Laço Patrão.

Mesmo estando distante há quase 2 mil quilômetros, Duda contou com apoio e torcida da família, amigos, membros do CTG Capão do Céu e dezenas de outras pessoas que acompanharam as transmissões do rodeio pelo Brasil afora e no próprio local. Duda garantiu a vaga para ir no rodeio dos campeões quando conquistou o Paranaense de Laço Comprido Patrão.

Nas redes sociais vários amigos mesmo antes do início da competição, já enviavam mensagens de incentivo ao porto amazonense. Competiram pelo título de campeão brasileiro os estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, além do Planalto Central e Amazônia Ocidental (Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima).

O evento durou cinco dias e foi realizado em Querência, no Mato Grosso, contou com a 14ª edição do Festival Nacional de Arte e Tradição (Fenart), além do 18º Rodeio Crioulo Nacional de Campeões e a 8ª edição dos Jogos Tradicionalistas.
Os eventos foram organizados e realizados pela Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha, Movimento Tradicionalista Gaúcho de Mato Grosso e CTG Pousada do Sul.

O Fenart incluiu apresentações e a disputa de um conjunto de provas de danças, canto e declamações típicas da cultura gaúcha. Em paralelo também aconteceu na Fenart, o Rodeio Crioulo Nacional de Campeões, com provas campeiras de rede e laços.

Foi a primeira vez que Mato Grosso sediou o evento nacional, que atraiu mais de 10 mil pessoas, trazendo retornos positivos para a economia e turismo da região do Vale do Araguaia. As competições contaram com a presença de equipes de vários estados. Participaram várias equipes de TGs que se classificaram em festivais regionais por um período de dois anos e finalizam a disputa no festival nacional. As equipes premiadas receberam troféus e medalhas.

Os eventos tradicionais gaúchos foram criados para difundir e manter viva a cultura sulista por meio de danças típicas com a invernada artística e as danças de salão, e ainda a culinária, indumentária ou traje típico (a pilcha) e a história. O festival também buscou fortalecer a identidade de um povo, cultivando suas tradições e transmitir aos mais jovens valores como educação e disciplina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.