Acontecendo

quinta-feira, 18 de maio de 2017

AMCG Cultura pede apoio para manter patrimônio histórico


A AMCG Cultura prepara nos próximos dias uma carta de apelo ao Governo do Paraná para que este olhe com mais atenção aos bens tombados pelo Estado nos municípios. O documento foi solicitado aos gestores pelo secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani, que participou no mês de março de reunião mensal dos dirigentes de cultura da Associação dos Municípios dos Campos Gerais. “Na ocasião foram diversas as solicitações, mas os gestores decidiram focar no patrimônio histórico neste primeiro apelo”, conta o coordenador regional, o secretário de Cultura, Turismo, Patrimônio Histórico e Relações Públicas do município de Palmeira, Waldir Joanassi Filho.

O documento será entregue pelos representantes da AMCG Cultura durante o Encontro de Gestores e Dirigentes Municipais de Cultura do Paraná marcado para o próximo dia 19 no Museu Oscar Niemeyer. O evento tem como objetivo estreitar as relações e criar um canal de comunicação mais ativo entre o Governo do Paraná e a área da Cultura das prefeituras municipais. A ocasião deve contar com a presença do governador Beto Richa, além de representantes do Ministério da Cultura, autoridades estaduais e equipe técnica da Secretaria.

Conforme o coordenador da AMCG Cultura, o apelo da região se deve ao estado ‘crítico’ em que se encontram os bens tombados pelo Estado nos municípios. “Há o tombamento, mas não há nem legislação e nem fiscalização por parte do Governo para manter este patrimônio”, explica Joanassi. Uma das questões apontadas pelos gestores é que o Estado poderia ao menos contribuir com a disponibilização de técnicos para realizar projetos de restauração, já que o apoio financeiro é mais difícil. “Um município não conta com disponibilidade de museólogos ou antropólogos, por exemplo. Já o estado conta com estes profissionais e poderia nos apoiar tecnicamente”, avalia o coordenador.

Para o representante da região no Conselho Estadual de Cultura, Cirilo Barbisan, é de suma importância os Campos Gerais apresentar esta demanda ao Governo do Estado, já que é uma das regiões mais antigas do Estado. “Temos muito peso, já que contamos com uma diversidade grande de patrimônio histórico edificado”, avalia.

Além do suporte financeiro e técnico para a manutenção dos bens, a carta de apelo deve questionar outras questões como o seguro dos bens tombados. Conforme os gestores do município de Castro, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) solicita aos municípios o seguro destes bens, mas as seguradoras não oferecem estes serviços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.