Acontecendo

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Dirigir em ponto morto prejudica o sistema de freios

Alguns motoristas aproveitam as inclinações nas vias e as descidas de serra para colocar a marcha de direção em ponto morto, a popular “banguela”. O problema é que, assim, a eficiência dos freios fica comprometida e as chances de o carro fazer uma parada brusca diminuem. O alerta é do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) na campanha 31 Dias para Mudar o Trânsito, parte das ações do Maio Amarelo.

Segundo o técnico mecânico Rubens Antônio Teixeira, de Curitiba, quando faz a descida em ponto morto, o motorista abre mão do auxílio de freio motor e sobrecarrega o sistema de freios do veículo, podendo superaquecê-lo. Ele explica ainda que, com os veículos mais modernos, a prática não serve mais para economizar combustível.

“Nos carros mais antigos, equipados com carburador, até ajudava, mas nos dias atuais, com a injeção eletrônica, existe uma programação que corta o combustível quando percebe que o carro está em freio motor e o motorista com o pé fora do acelerador. Ou seja, não tem necessidade de andar no ponto morto, pode usar engrenado e com o freio motor acionado”, esclarece.

Outros hábitos também afetam a durabilidade do conjunto mecânico. Apoiar o pé no pedal da embreagem enquanto dirige, por exemplo, reduz a vida útil do disco de embreagem em até 50%; conduzir com o tanque de combustível na reserva pode gerar entupimento dos bicos injetores ou funcionamento irregular do carburador; e dirigir com a mão apoiada na alavanca de câmbio diminui a vida útil das engrenagens.

INFRAÇÃO - Além de ser um comportamento que afeta a segurança, dirigir com o veículo desligado ou desengrenado em declive é uma infração média, prevista no Artigo 231 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

A penalidade é multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação e possível retenção do veículo pela autoridade de fiscalização.


*Informações da Agência Estadual de Noticias
*Imagem: Ilustrativa


Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.