Acontecendo

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Inadimplência de IPVA diminui no Paraná e beneficia os municípios

Mesmo em período de crise econômica, a inadimplência do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) foi menor em 2016 no Paraná. Em 2015, a quantidade de veículos sem recolhimento do imposto no fechamento do prazo para pagamento em cotas era de 30,44%, ou 1.325.242 unidades. Neste ano, foi de 29,72% após o vencimento da terceira parcela, ou 1.306.007 veículos.

A queda na inadimplência beneficia os municípios paranaenses, pois o IPVA é a maior fonte de receita de muitos deles. "Cerca de 60 mil contribuintes a mais optaram pelo pagamento do IPVA no calendário de vencimento neste ano, o que é bastante expressivo, ainda mais quando se leva em conta que o aumento de 0,6% em relação à frota do ano de 2015 foi pequeno", comenta o coordenador da Receita Estadual, Gilberto Calixto. No atual exercício, 4.394.608 veículos foram tributados no Estado, ante 4.354.334 no ano passado.

COMPARATIVO -
A comparação foi feita no fim do prazo para pagamento das três cotas nos dois exercícios. A porcentagem de devedores será reduzida nos próximos meses, como aconteceu em anos anteriores, principalmente com o vencimento do licenciamento dos veículos, no segundo semestre, quando as pendências historicamente apresentam queda. No fim de 2015, por exemplo, a inadimplência daquele exercício estava em 11,5%.

O levantamento feito pela Secretaria de Estado da Fazenda mostra também que, em valores, a porcentagem de inadimplentes é menor. No ano passado, 20,79% do valor de IPVA lançado estava pendente no fim do prazo. Em 2016, os débitos representam 20,38% do valor previsto para recolhimento do imposto (R$ 3,07 bilhões).

MUNICÍPIOS - A queda na inadimplência beneficia os municípios paranaenses, pois o IPVA é a maior fonte de receita de muitos deles.

Do total arrecadado com o imposto são descontados 20% para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Depois, a receita líquida do IPVA é dividida entre o Estado (50%) e os municípios (50%).

Quem está com o imposto em atraso pode fazer o pagamento informando somente o número do Renavam nos bancos credenciados (Banco do Brasil, Bancoob, Bradesco, Itaú, Rendimento e Sicredi). Outra opção é imprimir a GRPR (Guia de Recolhimento do Estado do Paraná) no portal www.fazenda.pr.gov.br.

*Com informações da Agência Brasil
*Imagem: Ilustrativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.