Acontecendo

sexta-feira, 1 de abril de 2016

CAR: Prazo para cadastramento esta acabando

A exigência é obrigatória e já existe desde maio de 2012, com a aprovação do novo Código Florestal, mas as dúvidas persistem e são muitas quanto ao preenchimento do Cadastro Ambiental Rural (CAR), que deve ser realizado por todos os proprietários de imóveis rurais, até 5 de maio (quinta-feira).

O CAR já está disponível na internet (www.car.gov.br) e deverá informar uma série de dados, dentre eles as APPs (Áreas de Preservação Permanente), a RL (Reserva Legal - que pode variar de acordo com a região e o bioma, Lei n°12.651/12), o remanescente de vegetação nativa e as áreas de uso restrito da propriedade rural.

Mesmo com o programa liberado para acesso, muitos usuários encontram dificuldade no cadastramento: acessar o sistema que fica congestionado, inserir corretamente os dados no programa, fazer o download das imagens de satélite e receber o recibo que comprava o cadastro.

Essa é a situação de muitos empresários e proprietários rurais, que preferem contratar serviços especializados para realizar o CAR, sem erros de preenchimento, atendendo os prazos e exigências legais. Segundo a engenheira florestal Mariana Schuchovski, doutora em ciências florestais, proprietária da Verde Floresta, consultoria ambiental e florestal, especializada em realizar o CAR, “toda informação, quando nova, leva tempo para ser assimilada e também exige conhecimento técnico para resolver o problema. É um processo novo que exigirá adequação dos proprietários rurais”, declara Schuchovski.

A Verde Floresta (www.verdefloresta.com) atende a região Sul do Brasil, com foco na promoção da sustentabilidade como estratégia de negócio. Mariana informa que “não há obrigatoriedade em contratar um profissional para executar o CAR, pois o programa é disponibilizado pelo governo (Ministério do Meio Ambiente), mas muitos produtores preferem contar com assessoramento especializado para evitar retrabalho, resolver o problema deforma segura e confiável”. A empresária explica que uma das principais dúvidas e motivo de erro de preenchimento do formulário é a questão técnica da sobreposição das áreas no mapeamento. Em muitos casos há divergência entre os dados da matrícula do imóvel e as informações georreferenciadas. “É preciso conhecimento para realizar o preenchimento das informações de forma correta evitando problemas futuros”, orienta a consultora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.