Acontecendo

quinta-feira, 10 de março de 2016

Possibilidades de melhoria do índice do Fundo de Participação do Município foram repassadas aos prefeitos


O Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e como os prefeitos podem tentar aumentar um pouco deste valor que, nos últimos meses, está sofrendo constantes quedas. Este foi o principal assunto da reunião ordinária da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG), realizada nesta quinta-feira no município de São João do Triunfo. Para tratar sobre o tema esteve presente o delegado regional da Receita Estadual, Odair de Paula Bonfim. Conforme o delegado, o FPM é composto pelos índices do Valor Adicionado (VA) – que representa 75% do total – e do Valor Repartido por critérios estaduais – que totaliza 25%. “O valor repartido não há como ser alterado. Mas com fiscalização, o VA pode ter um aumento”, explica, lembrando que o FPM representa 25% do total arrecadado pelo Estado e que é distribuído aos municípios, e que em 2016 deve totalizar mais de R$ 6 bilhões.

O Valor Repartido – que é composto por valores de áreas ambientais, população rural e produção agropecuária, e são informados a partir de outras fontes, como IBGE e Seab – deve ser constantemente averiguado pelos gestores, já que a verificação destes números pode evitar possíveis perdas. Mas em outros quesitos – que envolvem os 75% do VA – é possível tentar otimizar o valor repassado pelo estado. Estes 75% são compostos pela indústria, pelo comércio e pela produção primária. Para o presidente da AMCG, e prefeito de Ipiranga, Roger Selski, o tema vem ao encontro de sua meta junto à Associação, que é aumentar os recursos para os municípios. “Nós prefeitos estamos em busca de alternativas para conseguir honrar com nossos compromissos. Só temos notícias de cortes nos recursos. Estas possíveis melhorias vêm a calhar com o que estamos buscando”, avalia.

Conforme a Delegacia da Receita Estadual um dos fatores no qual os municípios deixam de ganhar é devido a não prestação de contas das Notas dos Produtores. Em alguns municípios do Estado a perda é de mais de 30%. Enquanto a média do Estado do Paraná é de 9%. “O setor rural das Prefeituras deveria estar ligado ao do FPM”, recomenda. Este valor arrecadado com as Notas dos Produtores é devolvido junto com o FPM aos municípios. Conforme levantamento da Delegacia muitos dos municípios do Estado apresentam variação negativa na verificação destes índices e repasses estaduais.

Mais
Em sua explanação, o delegado regional também comentou sobre o VI Premio Gestor Público e sobre a Nota Paraná. Para concorrer ao prêmio os prefeitos podem se inscrever até o dia 1º de agosto. Este ano, o tema é “Trabalho: O município promove. O Estado avança”. Já sobre o programa Nota Paraná, Bonfim falou sobre os benefícios e os mitos do programa e lembrou. “Quanto maior a arrecadação do Estado, maior será a dos municípios”.

*Com informações da Assessoria
*Imagem: AMCG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.