Acontecendo

terça-feira, 22 de março de 2016

IAP fiscaliza pesca em trecho de 200 km do Rio Iguaçu


Para combater a pesca predatória, mais frequente com a chegada da Páscoa, fiscais do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) percorreram aproximadamente 200 quilômetros do rio Iguaçu durante o fim de semana (18, 19 e 20). As equipes abordaram mais de 800 pessoas e 300 embarcações nos municípios da Região Metropolitana de Curitiba e da região Sul do Estado.

Ao todo, foram apreendidos dois mil metros de redes, equipamentos (que estavam sendo usados de forma irregular) e pescados. Também foram aplicadas autos de advertência e de infração, que juntos somaram mais de R$ 2 mil em multas por descumprimentos as normas ambientais e ainda os infratores podem responder por crime ambiental.

Os fiscais também percorreram em acampamentos nas margens do rio Iguaçu, de seus afluentes e em beira de estradas. Além da fiscalização, eles forneceram orientações de educação ambiental aos cidadãos sobre questões relacionadas a pesca e a destinação adequada de lixo produzido.

Para o chefe do Departamento de Fiscalização do IAP, Ivo Good, o apoio da população concordando e auxiliando a investigação foi importante para o trabalho. “Uma constatação importante que devemos ressaltar é o apoio recebido de membros de clubes de pesca e de pescadores amadores que praticam a pesca com equipamento permitido. Eles nos ajudaram a combater a pesca predatória” explica.

Os fiscais da sede e do Escritório Regional de Curitiba do IAP receberam apoio de fiscais do Escritório Local de Guaratuba. As equipes percorreram os municípios de Porto Amazonas, Palmeira, São João do Triunfo, Lapa e São Mateus do Sul.

O presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, informou que a instituição está intensificando a fiscalização nessa região após constatar o aumento de infrações cometidas ao meio ambiente. “Nós temos que programar fiscalizações com inteligência, construindo ações conjuntas entre a sede e demais escritórios regionais para atender a demanda”.

PINHÃO –
Durante as ações também foram apreendidos materiais e 25 quilos de pinhão que estavam sendo comercializados ilegalmente. O comércio e a colheita da semente está proibida até 1º de abril para garantir o amadurecimento da pinha e do pinhão, além da reprodução da araucária e alimentação da fauna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.