Acontecendo

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Procura por serviços do Detran aumenta depois do feriado

O movimento nas unidades do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) está acima normal nesta primeira segunda-feira de 2016. Nas maiores cidades do Estado a procura pelos serviços de veículos e habilitação dobrou, principalmente o registro de carros novos, transferência de veículos e entrega e retirada de CNH suspensa. A expectativa é que o movimento diminua ao longo desta semana.

“Esse aumento na demanda é normal para janeiro, principalmente depois dos feriados de final de ano. Muita gente espera o período de Natal e Ano-Novo para resolver as pendências e agora volta com prazo para dar andamento em processos e documentação, além de aproveitar o décimo terceiro para trocar de carro”, explica o diretor-geral da autarquia, Marcos Traad.

Todos os funcionários do Departamento estão trabalhando e os exames teóricos e práticos são realizados normalmente.

CIDADES -
Na sede do Detran no bairro Tarumã, em Curitiba, mais de 600 pessoas devem passar pelos balcões de atendimento até o final da tarde, mesmo depois das 14h, quando termina o expediente aberto ao público. Normalmente são 300 usuários por dia.

Os serviços mais procurados são na área de veículos, com espera de até duas horas. Todas as 17 mesas de atendentes estão sendo usadas e servidores de setores administrativos prestam reforço para aumentar a capacidade.

Nos postos do Departamento nos bairros Hauer e Centro, também na Capital, o movimento também dobrou e o número de funcionários foi ampliado. No Hauer a média de atendimentos chegou a 500 pessoas e no Centro foram mais de 400 usuários recebidos nesta segunda-feira (4).

Em Londrina o aumento foi de 40%. A maior procura foi pela vistoria de carros novos ou veículos transferidos. Até meio-dia foram 200 pessoas atendidas nos balcões.

Na unidade do Departamento em Maringá, onde são cerca de 240 atendimentos diários, sem contar exames e vistorias, devem ser recebidas cerca 450 pessoas. Em Cascavel, mais de 400 usuários passam pela Ciretran – normalmente são 300. Em Foz do Iguaçu, cerca de 400 pessoas devem procurar a unidade, principalmente para realizar serviços de habilitação.

SITE - A página do Departamento www.detran.pr.gov.br, que permite realizar alguns serviços pela internet, também enfrentou sobrecarga durante a manhã. O número de consultas e informações sobre veículos triplicou, chegando a 3 mil acessos simultâneos e causando lentidão para os acessos externos (sem interferência nos sistemas usados pelos atendentes da autarquia).

Como a maioria das consultas são sobre o IPVA, o Detran está redirecionando as buscas pelo tema diretamente ao site www.fazenda.pr.gov.br. Assim, a previsão do Departamento é normalizar a situação até o fim do dia.

*Reportagem da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.