Acontecendo

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Caso Interlaken: Polícia Civil prende donos de agência de turismo suspeitos de aplicar golpe


A Polícia Civil do Paraná prendeu na manhã desta quinta-feira (14), em Curitiba, as duas sócias-proprietárias e os dois diretores da agência de turismo Interlaken, suspeitos de aplicar um golpe de cerca de R$ 2 milhões, lesando mais de 200 pessoas.

Os quatro suspeitos foram presos em casa por volta de 6h. A polícia cumpriu mandado de busca e apreensão na sede da agência de turismo Interlaken e na casa dos investigados. As quatro pessoas são suspeitas de crimes de estelionato, propaganda enganosa, associação criminosa e por induzir o consumidor ao erro. A prisão é temporária, podendo ser prorrogada por mais cinco dias.

Para garantir o ressarcimento das vítimas, o delegado titular da Delegacia de Crimes Contra a Economia e Proteção ao Consumidor (Delcon), Guilherme Rangel, solicitou à Justiça o bloqueio dos bens dos proprietários e diretores, assim como todas as contas correntes vinculadas aos CPFs e CNPJs dos investigados.

A quebra dos sigilos bancário e fiscal foram requeridos e autorizados pelo Poder Judiciário. O delegado, que coordenou a operação, afirmou que o bloqueio dos bens e das contas bancárias tem como objetivo garantir o ressarcimento às vítimas.

“A operação que resultou na prisão dos donos da agência é uma resposta rápida da Polícia Civil do Paraná para este caso. Havia uma relação de confiança entre os clientes e a empresa, que foi quebrada no momento em que a agência de turismo não cumpriu com sua responsabilidade gerando prejuízos”, disse o secretário da Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita.

CHEQUES E PASSAPORTES - De acordo com o delegado Rangel, foi apreendida grande quantia de documentos, além de celulares, cheques, um cofre, computadores e o passaporte dos donos e diretores. “Nosso próximo passo é analisar todo o material e verificar o que vai fazer parte do inquérito. Apreendemos muitos documentos, inclusive celulares com mensagens que também servirá como prova em todo processo”, disse.

O delegado lembra, ainda, que de acordo com alguns boletins de ocorrência, há suspeitas de que os proprietários da empresa tenham usado dados pessoais de clientes, como números de documentos e informações bancárias, para negócios próprios.

“Desde o inicio, a Polícia Civil teve o objetivo de esclarecer todos os delitos e atuou com muito rigor, visando minimizar o prejuízo das vítimas, que claramente foram enganadas pelos responsáveis da empresa de turismo”, ressalta o delegado-geral da Polícia Civil, Julio Cezar dos Reis.

As investigações iniciaram no fim do ano passado, após a agência de turismo publicar em uma rede social uma nota sobre o fechamento da empresa sem cumprir com os acordo firmados com os clientes.



*Reportagem da Agência Estadual de Noticias
*Créditos da Imagem: Carlos Soares/Polícia Civil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.