Acontecendo

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Presidente da Sanepar anuncia ações para revitalizar o Rio Iguaçu

O ano de 2016 deverá ser o ano de ”arrastões para que o cidadão entenda que comete crime quando joga lixo ou lança esgoto no rio”, disse nesta terça-feira (1) o presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Mounir Chaowiche. O endurecimento da fiscalização e o aumento das ações de educação socioambiental foram anunciados na reunião do Grupo Gestor de Revitalização do Rio Iguaçu (GGRI) que, por decreto, tem a missão de integrar as instituições de governo, desenvolver e implantar projetos para melhorar a qualidade da água do Iguaçu. Entre as ações previstas estão as vistorias nos imóveis, em parceria com as prefeituras. “O Iguaçu é emblemático para o Paraná, para o Brasil e para o mundo e precisa ser revitalizado”, disse Mounir.

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, explicou que os cinco parques que o Governo do Estado está implantando na Bacia do Iguaçu vão contribuir para resgatar o Iguaçu. Ele conclamou todos os paranaenses a se engajar nos projetos de valorização do maior recurso hídrico do Paraná. “Este patrimônio em abundância de vida requer que todos cuidemos bem dele”, disse Ratinho Junior. Os cinco parques previstos para a Região Metropolitana de Curitiba, na área do Alto Iguaçu, contarão com equipamentos de lazer e sistemas de drenagem e reservatório emergencial, entre outros.

OUTRAS AÇÕES – Na reunião foram apresentados os resultados de trabalhos já desenvolvidos pela Copel, na Bacia do Iguaçu; pela Prefeitura de Curitiba, nas sub-bacias de rios contribuintes do Iguaçu e as propostas de educação socioambiental a ser implementadas nas escolas públicas e privadas, a partir de março do próximo ano.

A coordenadora de Gestão Ambiental e Responsabilidade Social da Copel, Joceli Bogusz, mostrou vários projetos de recuperação e de sustentabilidade que a empresa executa nas margens do Rio Iguaçu e afluentes. Nas usinas em operação, a qualidade da água é acompanhada pelo monitoramento de 25 parâmetros físico-químicos e biológicos. Nos reservatórios e seus entornos são monitorados aspectos ambientais e fundiários, como estabilidade de taludes; uso e ocupação da área; caça e pesca ilegal; invasões fundiárias. O repovoamento da Bacia, com produção de cerca de 300 mil alevinos, que são lançados no Iguaçu e em seus afluentes, as visitas ao Museu Regional do Iguaçu e a produção de mudas de espécies nativas estão entre as iniciativas.

A diretora do Departamento de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Prefeitura de Curitiba, Marlise Eggers Jorge, apresentou a melhoria da qualidade da água obtida na sub-bacia Duque de Caxias (Bacia do Belém) e no Rio Wolf (Bacia do Barigui). “Estes e outros resultados obtidos em 120 sub-bacias da capital paranaenses foram viabilizados pelo monitoramento e controle da qualidade da água em pequenos afluentes, pela troca de informações e pela parceria com a Sanepar, na fiscalização e execução dos serviços de manutenção. Com a participação da sociedade podemos potencializar este trabalho de revitalização dos rios urbanos”, disse Marlise.

A capacitação dos professores, a educação das crianças para que estas cheguem aos adultos e a sociedade participe ativamente da revitalização do Iguaçu foi defendida pelo ex-secretário de Educação, Ramiro Wahrhaftig. A proposta é envolver alunos de quinta e sexta séries dos 109 municípios da Bacia do Iguaçu. O universo é de 120 mil crianças com idade de 10 e 11 anos, de escolas públicas e privadas. O trabalho deve ser iniciado com a capacitação de 25 mil professores.

A gerente de Educação Ambiental da Sanepar, Lilian Persia Tavares, apresentou os projetos e programas já implantados pela Companhia em todo o Estado e que podem ser intensificados na Bacia do Iguaçu. São eles: Sustentabilidade da Escola ao Rio, Se ligue na rede, Se ligue nesta ideia – sem óleo na rede, Monitoramento participativo, Ecoexpresso do Rio ao Rio, Recuperação de mata ciliar, e ainda cursos de capacitação e a participação na Agenda ambiental, com ações em datas específicas (Dia da Água, Dia do Rio, Dia do Meio Ambiente, Dia da Árvore).

Participam da Câmara Temática de Educação a Sanepar, as secretarias estaduais de Meio Ambiente e de Educação, Unilivre, Ministério Público, Rotary e prefeituras. Também participaram da reunião o diretor de Meio ambiente e Ação Social da Sanepar, Luciano Valerio Bello Machado, o presidente do Instituto das Águas do Paraná, Amin José Hannouche, e convidados representando o Rotary, Paraná Metrologia, Polícia Federal entre outros.

Informações da Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.