Acontecendo

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Contribuição do IR para projetos sociais pode ser feita até dia 28

Pequeno Cotolengo Paranaense promove a qualidade de vida para pessoas com deficiências múltiplas, abandonadas pelas famílias em situação de risco. Fotos: Jefferson Oliveira / Seds
Empresas e pessoas físicas podem destinar parte do Imposto de Renda devido para o Fundo Estadual para a Infância e Adolescência (FIA) até o dia 28. O valor arrecadado será usado para financiar projetos voltados à promoção, defesa e garantia de direitos de crianças e adolescentes em todo o Paraná. De janeiro de 2011 até a última segunda-feira (30), o valor das contribuições dedutíveis do IR destinadas ao FIA chegou a R$ 41 milhões.

Segundo a assessora financeira da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, Marcela Evangelista, o limite permitido por lei para o abatimento é diferenciado para pessoa física e jurídica. “Os cidadãos podem destinar até 6% do imposto devido. Para as empresas o percentual é de 1%”, explica. A porcentagem é o limite máximo de dedução permitido pela legislação federal.

Marcela lembra ainda que toda aplicação dos recursos é fiscalizada pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca/PR), que analisa, seleciona e aprova os projetos a serem financiados. A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social é responsável pela administração dos recursos, formalização de convênios e acompanhamento dos projetos.

Para fortalecer as políticas sociais para crianças e adolescentes, em novembro o governador Beto Richa assinou o decreto determinando que todas as empresas estatais do Paraná destinem 1% do valor devido ao imposto de renda para o FIA e para o Fundo Estadual dos Direitos do Idoso (Fipar).

IMPOSTO DIRIGIDO - A contribuição pode ser dirigida para o Banco de Projetos do Cedca ou para o FIA Estadual. Assim, o próprio cidadão ou empresa decide, de forma democrática e participativa, onde aplicar o recurso.

Nos últimos quatro anos, o valor das contribuições dedutíveis do Imposto de Renda destinado ao FIA saltou de R$ 5 milhões, em 2011, para R$ 13 milhões, em 2014. Nesse período, diversas instituições foram contempladas com o financiamento de projetos nas áreas de saúde, educação, atendimento à criança e adolescente com deficiência e acolhimento institucional.

A maior beneficiária foi a Associação Hospitalar de Proteção à Infância Doutor Raul Carneiro - Hospital Pequeno Príncipe, que recebeu R$ 22 milhões. Também foram repassados recursos para a Associação Paranaense de Apoio à Criança com Neoplasia - APCN (R$ 388 mil), Pequeno Cotolengo Paranaense (R$ 204 mil), Fraternidade Espírita Allan Kardec - Feak (R$ 237 mil), Associação Educacional de Desenvolvimento Humano e Social - Addes (R$ 1,97 milhão), Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas - AAHC (R$ 642,5 mil), Projeto Recriar Família e Adoção (R$ 28 mil), entre outras.

BANCO DE PROJETOS - De acordo com o presidente do Cedca, Leandro Meller, podem apresentar propostas para o Banco de Projetos organizações, governamentais ou não, que realizam trabalhos de atendimento direto às crianças, jovens e suas famílias em programas protetivos e socioeducativos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente.

“O Cedca faz a aprovação dos projetos que serão incluídos no Banco de Projetos. Depois disso, a instituição está autorizada a captar recursos junto às empresas ou pessoas físicas, por meio da dedução no Imposto de Renda”, diz Meller.

COMO DOAR - Para contribuir com o FIA basta acessar a página www.desenvolvimentosocial.pr.gov.br e no menu lateral clicar em: Fundo Estadual para a Infância e Adolescência. Em seguida, clicar em “Doe FIA”. Depois de digitar o número do CPF ou do CNPJ, aparecerá a tela com as modalidades de repasse.

Há duas formas de realizar a doação dedutível. Para destinar o valor diretamente para o FIA, o contribuinte deverá escolher a opção “FIA Estadual”. Os recursos direcionados para esta modalidade serão aplicados em políticas públicas voltadas à proteção e defesa de direitos da criança e do adolescente em todo o estado.

Se desejar escolher um projeto específico desenvolvido por organizações não governamentais e instituições aprovadas no Cedca, o contribuinte deverá clicar em “Banco de Projetos” e escolher para qual proposta irá o repasse. Atualmente, 22 projetos estão aprovados para receber recursos.

Para concluir a doação, é preciso gerar um boleto bancário, que deve ser pago até o último dia de funcionamento das agências bancárias, antes do recesso de fim de ano. No início de 2016, a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social emitirá documento necessário para a declaração de Imposto de Renda dos doadores.

* Reportagem da Agência Estadual de Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.