Acontecendo

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Atentados terroristas não mudaram a segurança das Olimpíadas 2016, diz APO

O presidente em exercício da Autoridade Pública Olímpica (APO), Marcelo Pedroso, disse que os atentados ocorridos em diversos países nos últimos dias não alteraram o esquema de segurança para os Jogos de 2016. Ele informou que a questão do terrorismo já fazia parte do planejamento porque é uma variável constante neste tipo de competição, que tem um histórico de casos de atentados.

O terrorismo neste planejamento tem que ser visto de forma ampliada, disse ele, salientando que todo o planejamento "já incorporou a necessidade de garantir jogos seguros e pacíficos, já incorporou a visão mais ampliada das melhores e mais modernas medidas de combate e prevenção ao terrorismo, principalmente, usando ferramentas de inteligência para identificar potenciais ameaças”.

Para Marcelo Pedroso, a decisão do governo de suspender a exigência de vistos para turistas que vierem ao Brasil para os jogos durante junho e setembro não vai forçar uma mudança no planejamento, mas pode ser vista pelo lado econômico. “Pode ser vista muito mais pelo lado de incremento que ela dá de visitantes de países com potencial de participação em jogos olímpicos. Então, no balanço desta medida ela é por um lado um potencializador econômico para a realização dos jogos e, por outro, não representa nenhum tipo de ameaça ao planejamento de segurança”, acrescentou.

Pedroso lembrou que quando existe uma ameaça concreta como foram os atentados de Paris, é natural que os países elevem o seu grau de segurança. “Para nós o fato ocorrido faz com que o Brasil também tenha que manter as suas forças em prontidão operacional para garantir que nenhuma situação como esta ocorra durante os jogos”, completou.

A APO apresentou hoje (25) no Rio, um balanço das ações realizadas em 2015 e as perspectivas de 2016. O presidente adiantou que já está concluída a maior porção da matriz de responsabilidades dos Jogos, que indica os valores e os prazos para o cumprimento dos projetos olímpicos. “Por já ter 90% dos seus projetos contratados e em execução a gente considera a matriz em um processo de encerramento para a realização dos jogos”, apontou.

De acordo com ele, a questão da segurança está sendo discutida pelos representantes dos três níveis de governo porque nem todos os investimentos se caracterizam como exclusivos para os jogos e por isso não deveriam necessariamente estar na matriz. “A gente tem uma parcela de investimentos que são antecipação ou ampliação de política pública. Então a discussão com os entes é conceitualmente, qual é a parcela que é exclusiva dos jogos e que deve entrar na matriz”, esclareceu.

A próxima versão da matriz será divulgada no início do ano que vem. No meio do ano, segundo o presidente, será apresentada mais uma e a última deve ficar para o início de 2017, com a análise dos resultados após a conclusão dos jogos.

* Reportagem da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

» Os comentários não são de responsabilidade do Blog do Riomar Bruno;
» Os comentários deste Blog são todos moderados;
» Escreva apenas o que for referente ao tema;
» Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
» Faça comentários relevantes;
» Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato;
» O Blog não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo;
» Ao comentar você declara que leu e aceita as regras dos comentários e que ele não fere o Marco Civil da Internet;
» Obrigado por sua visita e volte sempre.

Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.