Acontecendo

Geral
Campos Gerais

Porto Amazonas

Geral

Economia

Foto do Dia

Últimas Notícias

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Grupo Fusão conquista premiação no Jopef Dance Festival



Neste sábado e domingo o Grupo de Danças Fusão.com participou de dois importantes eventos e na capital paranaense. O primeiro foi no Teatro Fernanda Montenegro e o segundo no Teatro Guaíra.

No sábado, o grupo subiu ao palco do teatro Fernanda Montenegro, onde o grupo Fusão Baby participou da mostra de danças e o Fusão Kids competiu na categoria estilo livre onde foi consagrada com o 1º Lugar com a coreografia “Na Batida Perfeita! ” Trabalho da coreografa e professora de dança Gisele Polato. Foram mais 145 trabalhos inscritos de grupos do Paraná e Santa Catarina,divididas nas modalidades: jazz, ballet, estilo livre, danças urbanas e sapateado, em 2016 o grupo conquistou duas premiações no mesmo festival.
No domingo o grupo se apresentou no palco do Teatro Guaíra, na 10ª Edição da Mostra Paranaense de Danças, que é promovido pela Associação de Bailarinos e Apoiadores do Balé Teatro Guaíra, e tem como objetivos a divulgação e valorização da profissão de bailarino.

A coreografia apresentada na mostra foi a mesma que o grupo conquistou o 1ª lugar no sábado. “Na batida perfeita! ”
A 10ª Mostra Paranaense de Danças, percorreu 5 cidades no Paraná, onde 564 coreografias foram apresentadas, destas apenas 114 foram selecionadas para a apresentação final que aconteceu no Teatro Guaíra. Bailarinos de todo o Paraná e algumas cidades de Santa Catarina, puderam se apresentar em um dos mais importantes e reconhecidos teatros do Brasil.

Aplicativo "Agora é Lei no Paraná" será ampliado e terá 300 leis estaduais

Presidente da Alep, Ademar Traiano (PSDB). / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

Recém-lançado, o aplicativo “Agora é Lei no Paraná” já é um sucesso. A nova ferramenta de comunicação da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) teve aceitação imediata entre os deputados e também já está conquistando a população. Com tamanha repercussão, o presidente do Legislativo paranaense, deputado Ademar Traiano (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (21) a ampliação do dispositivo.

Mais 160 leis estaduais de interesse do consumidor foram selecionadas e serão incluídas no aplicativo que terá à disposição da população um arquivo digital com 300 leis. “Eu acho que mais uma vez a Assembleia dá a sua contribuição para que o cidadão possa estar cada vez mais próximo do Poder Legislativo. A repercussão foi muito ampla e nós vamos inovar ainda mais”, destacou Traiano.

A Assembleia Legislativa também dará início a uma ampla campanha de divulgação do aplicativo em todo o estado, com a distribuição de material informativo. “Vamos distribuir em todo o Paraná, nas escolas, nos Procons, o panfleto que orienta a forma de usar o aplicativo e para que o cidadão tome conhecimento da existência dessa ferramenta que a Assembleia dá, sem custo algum, aos paranaenses”, afirmou o presidente.

Sempre conectado às mídias digitais, o 1º vice-presidente da Assembleia, deputado Guto Silva (PSD), usou da palavra durante a sessão plenária desta quarta-feira (21), para destacar a facilidade de navegação no aplicativo. “É muito simples. Com dois ou três cliques você tem a informação completa do que trata a lei e a sua amplitude. Com uma questão gráfica muito simples para que todos possam acompanhar. A gente recomenda que todos baixem e acompanhem seus direitos. Sem dúvida, um instrumento importante que dá acesso à informação e permite que essa Casa de Leis possa estar conectada à população de uma forma mais rápida”. Presidente da Comissão de Indústria, Comércio, Emprego e Renda, o deputado Marcio Pauliki (PDT) também destacou a qualidade do novo aplicativo colocado à disposição dos cidadãos, reforçando que a iniciativa de fato coloca o Legislativo paranaense nas linhas da modernidade.

Para o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor do Legislativo, deputado Requião Filho (PMDB), o “Agora é Lei no Paraná” é uma ferramenta não apenas para defender o consumidor, mas também para interligar a população e seus representantes. “O Direito do Consumidor é um dos direitos mais imediatistas que nós temos. É vivido no dia a dia, é sentido na pele. Esse aplicativo traz ao consumidor, junto com o Código de Defesa do Consumidor e mais as leis especificas do Paraná, o direito de se defender de abusos. É uma ponte entre o nosso trabalho e a realidade do paranaense”.

O deputado Pedro Lupion (DEM) lembrou que em um estado tão grande como o Paraná nem sempre é possível acompanhar o cumprimento integral da legislação e que o consumidor deve assumir o papel de fiscalizar. “Quando o consumidor tem uma ferramenta como essa no seu bolso, no seu smartphone, com facilidade para ter acesso à legislação de defesa do consumidor, ele vai poder fazer valer os seus direitos e exigir a aplicação dessas leis”.

Opinião compartilhada pelo deputado Felipe Francischini (SD), que acrescentou a importância de levar informação ao cidadão. “Dentro da minha atuação no direito, talvez esse seja o melhor aplicativo que já vi no campo de defesa do consumidor”, observou.

O aplicativo “Agora é Lei no Paraná” foi desenvolvido pela Diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Paraná, em parceria com o Setor de Tecnologia da Informação. A nova ferramenta de comunicação disponibiliza a consulta à legislação referente ao direito do consumidor e deve ser utilizada por qualquer cidadão para fazer valer os seus direitos. Afinal, sei é lei, tem que cumprir!

Curitiba terá a 1ª Pedalada pela despoluição do Rio Belém no próximo domingo (25)

Deputado Rasca Rodrigues (PV). / Foto: Pedro de Oliveira/Alep

A campanha “+Vida no Rio Belém” promoverá no próximo domingo (25) uma pedalada pelas ruas de Curitiba pedindo a despoluição do Rio Belém.
Com o lema “Você quer ver o Rio Belém com vida? ”, o deputado estadual Rasca Rodrigues (PV), que coordena a campanha, pretende reunir cicloativistas, lideranças comunitárias, religiosas, políticas e da sociedade em geral, como forma de mostrar que a população não aguenta mais ver o rio morto.

A concentração será a partir das 9 horas, no Jardim de Sofia, em frente ao Palácio das Araucárias, no Centro Cívico, ao lado das margens do Rio Belém. Serão ao todo 18 quilômetros até o Parque Náutico do Iguaçu, com duas paradas de observação no caminho: uma no encontro do Rio Belém com o Rio Ivo, perto do estádio da Vila Capanema, e outro no início da Rua Canal Belém, no bairro Guabirotuba, passando a Linha Verde.
“Separamos em dois trechos.
O primeiro dá sete quilômetros e meio até o início da Rua Canal Belém. Quem for participar pode optar por concluir o primeiro trecho ou, se tiver mais condição física, ir até o Parque Náutico. O importante é mostrar sua indignação com a situação que o rio se encontra”, explica Rasca Rodrigues.

Conta de luz fica mais cara no Paraná a partir de sábado


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou na última terça-feira (20), em reunião pública, reajuste nas tarifas de luz dos consumidores atendidos pela Companhia Paranaense de Energia (Copel). O aumento médio na conta de energia será de 5,85%, para os clientes ligados à rede de alta-tensão e de 6% para os consumidores de baixa tensão.

A Copel, responsável pelo fornecimento de energia no Paraná, atende a 4,5 milhões de unidades consumidoras no estado. As novas tarifas passam a valer a partir do próximo sábado (24).

Campo Largo


Na reunião de terça-feira, a diretoria da Aneel também decidiu reajustar a tarifa para os consumidores atendidos pela Companhia Campolarguense de Energia (Cocel). O reajuste médio foi de 13,34%, sendo 15,18% para os consumidores de baixa tensão e 10,29% para os de alta-tensão.

Para os consumidores residenciais e de baixa renda, o aumento será de 13,70%. A empresa atende a 49 mil unidades consumidoras localizadas no município de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. Os novos valores passarão a ser cobrados a partir do dia 29.

Faculdades poderão oferecer somente cursos a distância, diz MEC




O Ministério da Educação publicou hoje (21) uma portaria que possibilita o credenciamento de instituições de ensino superior para cursos de educação a distância (EaD) sem o credenciamento para cursos presenciais. Com isso, as instituições poderão oferecer exclusivamente cursos EaD, na graduação e na pós-graduação lato sensu (com caráter de especialização) ou atuar também na modalidade presencial.

Segundo o MEC, o objetivo é ampliar a oferta de cursos de ensino superior no país e ajudar o Brasil a atingir a Meta 12 do Plano Nacional de Educação, que determina a elevação da taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% e a taxa líquida em 33% da população de 18 a 24 anos.

As faculdades públicas ficam automaticamente credenciadas para oferta de EaD, devendo ser recredenciadas pelo MEC em até 5 anos após a oferta do primeiro curso a distância.

Autorização prévia é exigida

De acordo com a portaria, a oferta de cursos a distância necessita de autorização prévia do MEC e de visita de avaliação presencial. Todas as instituições devem manter cursos de graduação em funcionamento, não sendo permitida a oferta somente de pós-graduação lato sensu.

As avaliações realizadas pelo MEC passarão a se concentrar na sede das instituições e não mais nos polos de educação. Na visita, os avaliadores irão analisar se a estrutura da instituição atende aos cursos propostos, bem como a quantidade de estudantes a serem atendidos na sede da instituição e nos polos.

As Diretrizes Curriculares Nacionais continuam sendo referência para os cursos, inclusive, para verificar os momentos presenciais obrigatórios e outras especificidades de cada área.

Mortes nas rodovias estaduais caem 28,5% no feriado de Corpus Christi

Mortes nas rodovias estaduais caem 28,5% no feriado de Corpus Christi. Foto: Soldado Feliphe Aires

O Batalhão de Polícia Rodoviária do Paraná divulgou o balanço de acidentes de trânsito registrados nas rodovias estaduais durante o feriado de Corpus Christi. Houve redução de 28,5% nos casos de mortes em comparação com o feriado do ano passado. Por outro lado, houve aumento nos registros por radar que mostra o excesso de velocidade (34,1%) e de autuações (34,5%). A operação iniciou-se na quarta-feira (14/06) e foi encerrada no domingo (18/06).

Em quatro dias, a Polícia Rodoviária registrou 120 acidente, com 94 pessoas feridas e cinco mortes, números inferiores ao feriado de 2016, quando houve 122 acidentes, 103 feridos e sete óbitos. “Todas as nossas ações foram focadas na preservação da vida e tivemos dados positivos, como a diminuição nas mortes. A intensificação do policiamento, aliado à fiscalização com radares móveis e etilômetros, contribuiu para a redução dessas ocorrências”, explicou o comandante do Batalhão de Trânsito, tenente-coronel Antônio Zanatta Neto.

POSTOS - A atuação das equipes rodoviárias ocorreu nos 56 postos do batalhão distribuídos em todas as regiões do Estado, além dos trechos identificados pelo batalhão como pontos de maior incidência de acidentes e infrações.

No comparativo entre o feriado de 2016 e o deste ano, o Batalhão aumentou as operações com etilômetro para flagrar os casos de embriaguez ao volante, que subiram de 1.634 abordagens para 1.852. Os casos de embriaguez que resultaram em prisões diminuíram em relação ao ano anterior (de sete para cinco).

O excesso de velocidade também foi uma das situações de trânsito mais fiscalizadas pelos policiais militares. Houve aumento de 30% nas operações com radar. Foram feitas 2.618 autuações neste ano.

Saúde interdita hormônio de crescimento Biomatrop®

Foto: Venilton Küchler

A Secretaria de Estado da Saúde, por meio do Centro Estadual de Vigilância Sanitária, interditou cautelarmente, nesta terça-feira (20), todos os lotes do hormônio de crescimento Biomatrop® 4 UI (Somatropina), produzido pelo laboratório Aché-Biosintética. A medida foi tomada depois de cerca de 30 pacientes terem apresentado reações adversas (processos alérgicos) após o uso deste hormônio.

A Secretaria de Estado da Saúde recomenda que pacientes em tratamento com o Biomatrop® interrompam seu uso. “Estamos tomando essa medida preventiva para evitar que mais pessoas apresentem reações alérgicas pelo uso do hormônio de crescimento”, disse o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto. “Como temos mais de 2 mil pessoas que recebem esse medicamento pelas farmácias do Governo do Estado, vamos garantir a substituição do produto em, no máximo, dez dias”, afirmou.

NOTIFICOU ANVISA -
A Secretaria de Estado da Saúde notificou oficialmente a Anvisa e o laboratório produtor sobre a interdição cautelar. “Em função da grande quantidade de notificações, estamos interditando cautelarmente o Biomatrop® 4UI no Estado e solicitamos que as farmácias que possuem o medicamento em estoque o retirem da área de venda”, afirmou o diretor do Centro Estadual de Vigilância Sanitária, Paulo Costa Santana.

SOMATROPINA – A Somatropina é um hormônio de crescimento usado por crianças com baixa estatura. No Paraná, além da venda no comércio, o Biomatrop® 4 UI é distribuído nas unidades do programa estadual Farmácia do Paraná, nas 22 Regionais de Saúde.

Atualmente, 3.378 pessoas fazem uso contínuo de Somatropina no Estado através do Sistema Único de Saúde (SUS). Do total de pacientes que recebem o hormônio de crescimento nas farmácias estaduais, 2256 utilizam o Biomatrop® 4 UI e 1122 utilizam a Somatropina 12 UI. Estes últimos não precisam interromper o tratamento.

“Somente quem utiliza o Biomatrop® 4 UI deverá substituir o medicamento nas farmácias regionais da Secretaria da Saúde”, ressalta a diretora do Centro de Medicamentos do Paraná, Suzan do Patrocínio Alves.

EMERGENCIAL -
A Secretaria de Estado da Saúde fez uma compra emergencial do medicamento Somatropina 4 UI de outro laboratório para substituir o Biomatrop®. O novo medicamento deverá chegar ao Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba, já no início da próxima semana e em cerca de sete dias estará disponível nas 22 farmácias regionais para entrega aos pacientes.

APOIO TÉCNICO –
A Câmara Técnica de Endocrinologia Pediátrica, composta por médicos e professores da área, emitiu um parecer oficial que considera necessária a interrupção do uso do Biomatrop® 4 UI.

“Os casos de alergia à medicação relatados até o momento jamais foram observados em 22 anos de distribuição do hormônio de crescimento no SUS do Paraná. Apesar da interrupção do tratamento, consideramos que a possibilidade de uma reação alérgica grave justifica esta suspensão”, ressalta o parecer.

A Sociedade Brasileira de Endocrinologia (Sben-Pr) também apoiou a medida adotada pela Secretaria de Estado da Saúde em suspender a utilização do hormônio Biomatrop® aos pacientes atendidos pelo SUS do Paraná.

“As famílias que possuem o medicamento em casa devem interromper seu uso e aguardar a comunicação de chegada da Somatropina substituta. Quando a Secretaria de Estado da Saúde informar a data para retirada do novo hormônio, será possível entregar os medicamentos interditados nas unidades das farmácias do Governo do Estado”, explica a diretora do Cemepar.

Eventuais dúvidas sobre a medida adotada pela secretaria de Estado da Saúde poderão ser sanadas através da Ouvidoria Geral da Saúde pelo telefone 0800 644 4414 ou pela internet clicando no link da Ouvidoria na página www.saude.pr.gov.br

Bebê que nasceu sem nariz, morre aos 2 anos de idade

foto JUSTIN FINCH / FACEBOOK

Eli Thompson, que atraiu a atenção da imprensa mundial depois de nascer sem nariz, morreu sábado (03) à noite, de acordo com seu pai, Jeremy Finch.

Ele nasceu em março de 2015 com uma condição extremamente rara conhecida como arhinia congênita: ele não possui nariz externo, cavidade nasal ou sistema olfativo. Ele era apenas uma das cerca de 40 pessoas no mundo com a condição.

Ele foi declarado morto por volta das 22h40 no Springhill Medical Center em Mobile, EUA,  de acordo com seu pai, que escreveu nas redes sociais:

"Perdemos nosso pequeno amigo ontem à noite. Nunca serei capaz de entender por que isso aconteceu, e isso vai magoar profundamente por um longo tempo. Mas eu sou tão abençoado por ter tido esse belo garoto na minha vida! "Escreveu Finch.

"Ele terminou sua corrida muito mais cedo do que gostaríamos, mas foi a hora de Deus trazê-lo de volta para casa. Eu sempre espero vê-lo aos portões do céu esperando por mim para me dar um outro dos seus famosos golpes de punho! Eu amo você pequeno homem. Descanse em paz com meu Pai ", concluiu.



"Ele tocou muito a vida das pessoas", disse Finch com lágrimas na voz dele. "Muitas pessoas se preocupavam com ele".

Eli nasceu no Hospital South Baldwin, em Foley, e imediatamente foi transferido para o Hospital das Crianças e Mulheres do EUA em Mobile. Ele recebeu uma traqueotomia aos 5 dias de idade.

Através de uma página do Facebook, que foi deletada após a morte dele, chamada Eli's Story, milhares de pessoas seguiram o conto do bebê nascido com arhinia, uma anomalia facial rara que afeta apenas um em 197 milhões de partos.

Quando ele tinha 7 meses de idade, Eli conheceu outra criança , Tessa Evans da Irlanda, então com 2 anos e meio de idade, que também teve arhinia.

Traduzido via Google
Fontes em inglês aqui e aqui

terça-feira, 20 de junho de 2017

Mortes por acidentes caem 11% em um ano


O número de mortes decorrente de acidentes de trânsito caiu mais de 11% no Brasil. Dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde mostram que 38.651 pessoas morreram no trânsito em 2015, contra 43.780 óbitos registrados no ano anterior. “Mais de cinco mil vidas foram poupadas em todo o país”, informou o ministério, em nota.

Entre as causas de mortes com redução significativa, estão os acidentes com automóvel e os atropelamentos, com um decréscimo de 23,9% e 21,5%, respectivamente. Entre os motociclistas também houve redução da mortalidade em 4,8%.

Segundo o balanço, divulgado ontem (19), o endurecimento da lei seca contribuiu para a queda no número de mortes de trânsito. “A redução pode estar relacionada à efetividade das ações de fiscalização após a lei seca, que neste ano completa 9 anos de vigência. Além de mudar os hábitos dos brasileiros, a lei trouxe um maior rigor na punição e no bolso de quem a desobedece”.

O condutor que ingerir qualquer quantidade de bebida alcoólica e for flagrado em fiscalização de trânsito está sujeito a multa no valor de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Em caso de reincidência, o valor da multa é dobrado.

Apesar da queda de mortes por acidentes e da rigidez da lei, houve aumento de 32% de brasileiros que combinam álcool e direção. Com dados da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), o Ministério da Saúde revela que, em 2016, 7,3% da população adulta das capitais brasileiras declararam que bebem e dirigem. No ano anterior, o índice foi de apenas 5,5%.

A desaceleração da economia também pode ter favorecido a redução de mortes no trânsito. De 2014 para 2015, o aumento da frota de veículos automotivos no país foi de 4,6%, bem abaixo do registrado de 2010 a 2015, quando a frota total de veículos triplicou.

Para o ministério, a municipalização do trânsito, que é a integração do município ao Sistema Nacional de Trânsito, também teve papel fundamental nessa redução. Com a responsabilidade passando a ser local, as cidades podem criar órgãos executivos. Nos municípios que adotaram a estratégia houve maior redução do número de óbitos por acidentes, com queda de 12,8%. Nos demais, a queda foi menor, 8,9%.

Em números absolutos, os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia apresentaram a maior redução de mortes no trânsito. Em contrapartida, Paraíba, Sergipe e Roraima tiveram aumento no número de óbitos. Entre as capitais, Goiânia (GO), Fortaleza (CE), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ) se destacaram na queda de vítimas por acidentes de trânsito.

Internações

Em números absolutos, as internações em decorrência de acidentes também apresentaram queda em todo o país. Em 2015, foram 1.018 internações a menos em comparação com o ano de 2014. A maior redução foi entre os pedestres; os ocupantes de automóveis também apresentaram redução nas internações.

Para o Ministério da Saúde, apesar disso, ainda é importante ter atenção com motociclistas e ciclistas no trânsito. Isso porque, entre as vítimas houve aumento nas internações, de 4.061 e 1.669, respectivamente.

“Esses acidentes respondem por boa parte das internações hospitalares e pela maioria dos atendimentos de urgência e emergência, que geram altos custos sociais, como cuidados em saúde, perdas materiais e despesas previdenciárias, além de grande sofrimento para as vítimas e seus familiares”, ressalta a nota.

Em 2015, ocorreram 158.728 internações por acidentes de transporte terrestre com custo de R$ 242 milhões para o Sistema Único de Saúde, sendo que mais de 50% das internações e seus cursos envolveram motociclistas.

Receita Federal alerta para golpe da regularização de dados cadastrais

 
A Receita Federal faz um alerta para um novo tipo de golpe realizado por meio dos Correios, e não por e-mail, o que é mais comum. Nesse golpe, o contribuinte recebe, por correspondência, em sua residência, uma intimação para regularização de dados cadastrais. Na correspondência há um endereço eletrônico para acesso e atualização de dados bancários. Porém, o endereço informado não tem nenhuma relação com o site da Receita.

“Apesar de conter o logotipo e o nome da Receita Federal, a carta é uma tentativa de golpe e não é enviada pelo órgão nem tem sua aprovação. A orientação ao contribuinte é que, caso receba esse tipo de correspondência, destrua a carta e jamais acesse o endereço eletrônico indicado”, alerta a Receita.

A Receita Federal adverte ainda que, para fins de consulta, download de programas ou alterações de informações junto ao fisco federal, não devem ser acessados endereços eletrônicos que não o oficial do órgão - idg.receita.fazenda.gov.br. Caso o faça, o contribuinte estará sujeito a vírus e malwares, que podem roubar os dados pessoais, bancários e fiscais do contribuinte.

No que se refere a dados bancários de pessoas físicas, o contribuinte só os informa à Receita Federal, a seu critério, para fins de débito automático ou depósito de restituição do Imposto de Renda. Em ambos os casos, a informação é fornecida na Declaração do Imposto de Renda e pode ser alterada no Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC).

Caso o contribuinte não consiga utilizar os serviços virtuais, ele deve procurar um Centro de Atendimento ao Contribuinte nas Unidades da Receita Federal no seu estado.
Saúde
Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 99144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.