Acontecendo

Geral
Eleições 2016

Mundo

Geral

Economia

Foto do Dia

Últimas Notícias

sábado, 27 de agosto de 2016

Prefeitos cuidam da administração e vereadores das leis; entenda as funções

No dia 02 de outubro os brasileiros irão às urnas em todos os municípios para escolher seus prefeitos e vereadores. Mas você sabe o que faz exatamente um prefeito e um vereador. Confira no texto abaixo as atribuições de cada um.

Prefeito


Entre as atribuições exclusivas do prefeito estão a limpeza pública, a manutenção de praças e ruas e a manutenção do trânsito. Outras tarefas são feitas em parceria com o governo estadual e federal. Saúde: as prefeituras cuidam do primeiro atendimento nos postos de saúde e nas grandes emergências. Pra realizar esse serviço, elas recebem o repasse federal de verbas do SUS.

Na área de saneamento básico, as prefeituras atuam em parceria com os Estados e na educação, a obrigação do município é cuidar das creches e do ensino fundamental. Segurança não é responsabilidade do prefeito, deve ser garantida pelo Estado e pela União. Os municípios podem criar guardas municipais que cuidam apenas da manutenção da ordem pública e da preservação do patrimônio municipal. Em algumas cidades as guardas auxiliam a Polícia Militar (PM) e utilizam armas não letais.

Para realizar essas tarefas, a prefeitura conta principalmente com o dinheiro arrecadado com o IPTU (Imposto predial e territorial urbano) e com o ISS (Imposto Sobre Serviços).

A outra parte dos recursos vem do Fundo de Participação dos Municípios, um fundo gerenciado pela união que determina a participação dos municípios de acordo com sua população.

Vereador


Na administração da cidade, o vereador é o poder legislativo. É ele quem geralmente propõe os projetos de lei de abrangência municipal. Os vereadores têm como principal função propor leis para melhorar a cidade, além de fiscalizar o poder executivo. Cabe ao vereador fiscalizar e criar leis além de fiscalizar com rigor a aplicação dos recursos públicos pela prefeitura.

Confira a reportagem de Juliana Maya da Radioagência Nacional sobre as atribuições de um vereador:

















*Fonte Agência Brasil
*Imagem: Ilustrativa


Conheça as propostas de governo do candidato à prefeito Antonio Altair Polato

O Blog do Riomar Bruno, apresenta as propostas dos candidatos a prefeito de Porto Amazonas.
O texto a seguir é a reprodução exata dos arquivos que estão sendo disponibilizados pelo TSE, que os próprios candidatos apresentaram.
Conheça agora as propostas do candidato Antonio Altair Polato (PPS) e de seu vice Roberto Garrett Filho, pela coligação Honestidade Trabalho e Competência.
Antonio Altair Polato é vereador em Porto Amazonas, já seu vice Roberto Garret Filho, é a primeira eleição que esta disputando.

PLANO DE GOVERNO

Pré-candidato a Prefeito Municipal ANTONIO ALTAIR POLATO

Porto Amazonas, 08 de Agosto de 2016

para a Gestão 2017/2020 da Prefeitura de Porto Amazonas.

A Coordenação do Programa de Governo do pré-candidato a Prefeito Antonio Altair Polato e seu pré-candidato a Vice-Prefeito, Roberto Garrett Filho, agradece a todos os integrantes que colaboraram com sugestões, ideias e apontamentos necessários à realização desse Plano de Governo, importante instrumento que visa a renovação para o município de Porto Amazonas.

Porto Amazonas é um município paranaense situado às margens do Rio Iguaçu, localizado a 72 quilômetros da Capital do Estado e com uma população estimada de 4.782 habitantes no ano de 2015, segundo levantamento do IBGE. Apresenta um IDH geral de 0,700, além disso, possui um IDH de renda de 0,708, IDH de longevidade de 0,815 e IDH de educação de 0,595, segundo o Atlas do desenvolvimento humano no Brasil, edição 2013, dados coletados nos censos realizados em 1991, 2001 e 2010.

Porto Amazonas é um município de pequeno porte e sem expressivo crescimento populacional nas últimas décadas.

Atualmente, Porto Amazonas conta com duas Unidades Pronto Atendimento, nesse aspecto, vê-se que um dos grandes problemas do município é carecer de um hospital completo, que seja apto a atender necessidades médicas específicas, como obstetrícia, permitindo que nasçam porto-amazonenses na cidade, fato que iria contribuir com índices e indicadores oficiais de desenvolvimento, bem como expandir o número de cidadãos porto-amazonenses.

Observando a cidade de uma maneira geral, existe uma grande falta de empregos, fazendo com que muitos de seus habitantes precisem se deslocar para outras localidades em busca de melhores oportunidades profissionais.

Se, por um lado, existe essa realidade, por outro, é fundamental realizar políticas públicas voltadas para a geração de emprego e renda. Assim, deve-se explorar os potenciais que a cidade oferece e permitir incentivos para instalação de empreendimentos que visem resolver esse impasse econômico.

Turisticamente, a Festa da Maça é a maior festa realizada no município, demonstrando a cultura local e o fruto símbolo da cidade, sendo realizada no primeiro trimestre de cada ano, atualmente está indo rumo à sua 34ª edição. Mostra-se como uma importante ferramenta para atrair os olhos das localidades próximas, cidades vizinhas e a vinda de turistas de toda parte do Estado.
No setor de serviços, a agricultura tem destaque, necessitando de permanente incentivo e infraestrutura urbana para seu constante crescimento, nessa esteira, observamos a fruticultura como uma atividade permanente que gera emprego e renda em toda época do ano, principalmente na época da colheita da maça.

Porto Amazonas pode e deve evoluir na área de esportes, permitindo incentivo para que os jovens realizem práticas esportivas, possibilitando a interação, lazer, saúde e bem-estar.

Contextualizando a qualidade de vida, observamos sua relação direta com a saúde da população, o trabalho, a família e o lazer, ou seja, é o bem estar físico, mental e social, devendo ser incentivado pela administração pública para otimizar diretrizes eficazes para sua adequada promoção.

Essas situações apresentadas se exteriorizam como princípios para elaborar um plano de governo eficiente, assertivo e adequado, buscando de uma forma responsável atender às necessidades da população local e possibilitar maior qualidade de vida para seus habitantes.

Essa frente Busca uma renovação segura, evoluindo de forma constante e consciente.

A seguir, lista-se em tópicos os principais assuntos que serão abordados e as principais ações/contribuições do poder público municipal em benefício dos seus cidadãos.
INFRAESTRUTURA

• Construção de novas moradias populares em parceria com órgãos estaduais e federais;

• Revitalização de praças e espaços públicos;

• Expansão da iluminação pública;

• Melhorias e ampliação do Lar Vovó Luiza;

• Ampliação do cemitério municipal;

• Novo caminhão para coleta de lixo;

• Abertura de novas ruas;

• Melhorias da pavimentação asfáltica nas ruas do município;

• Pavimentação da Rua Verônica de Paula;

• Aquisição de caçamba para manutenção da cidade;

• Construção de um portal na entrada da cidade;

• Manutenção da área rural, com alargamento das estradas;

• Ampliação do espaço de lazer na Biquinha, permitindo que seja um local agradável e atrativo para os moradores e turistas;

• Construção de quadra poliesportiva para Vila Reis;

• Reforma do Ginásio de Esportes Alcides Gomes da Costa;

• Reformar a quadra e pista de skate da Vila Reis;

• Reforma da quadra da Vila Conceição “Sulamérica”;

• Pleitear recursos para construção de um novo prédio da prefeitura;

• Angariar fundos para uma casa de memória;

• Demais obras que visem adequar e ampliar a logística do município;


FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS MUNICIPAIS


• Realização de concurso público para suprir a demanda de funcionários da administração pública municipal;

• Estruturar um eficiente plano de cargos e salários para os servidores públicos municipais de Porto Amazonas, compreendido mediante o crescimento horizontal e vertical, possibilitando o avanço do funcionário ao longo do tempo, priorizando tempo de serviço e qualificação profissional para obtenção dessas progressões;


SAÚDE

• Pleitear recursos financeiros para adequação de todas as exigências necessárias para que o hospital e maternidade Menino Jesus deixe de funcionar somente como pronto atendimento e passe a funcionar como um hospital, possibilitando que nasçam porto-amazonenses em nosso município e sejam realizados procedimentos cirúrgicos de baixa complexidade; se fizer necessário pleitear recursos nas esferas federais para a construção de um novo Hospital Municipal;

• Disponibilizar um veículo específico para o transporte de gestantes e também para pessoas que realizem tratamentos oncológicos, sendo conduzidas em horários diferenciados que possibilitem menor desgaste e tempo nos deslocamentos intermunicipais;

• Disponibilizar a população um eficiente atendimento na saúde mental, com contratação de psicólogas e psiquiatras para que possam atender a demanda da população com serviços de qualidade, segurança e comprometimento;

• Expandir a oferta da fisioterapia no município, buscando atender de forma completas às necessidades da população;
• Adquirir um aparelho de Raio-X;

• Manter e aprimorar os programas para grupos de hipertensos e diabéticos;

• Estimular políticas públicas preventivas para a saúde da mulher e do homem,

• Estimular políticas públicas preventivas para a saúde de crianças e idosos;

• Manter e expandir a ginástica da terceira idade, melhorando a qualidade de vida das pessoas idosas e dos futuros idosos, ofertando atividades físicas, alongamentos e a dança, como formas de aprimorar a saúde e o bem estar social;

• Suprir as unidades de saúde com todos os equipamentos indispensáveis para o correto funcionamento;

• Manter, aprimorar e expandir convênios com hospitais e instituições da região, visando a oferta de especialidades médicas;

• Expandir o Programa de Saúde da Família;

• Ampliação da rede de medicamentos que são ofertados para população;

• Programas de prevenção a DST;

• Programas de Prevenção de doenças endêmicas, como a dengue;

• Programa de saúde bucal nas escolas do município, mediante palestras de estímulo sobre a higiene bucal;

• Integralizar as unidades de saúde com o CRAS e a assistência social do município, aprimorando a gestão, oferecendo um atendimento rápido e de qualidade para a população;


ASSISTÊNCIA SOCIAL
• Promover a inclusão social da população em situação de risco e pobreza, dialogando com órgãos municipais, estaduais e federais, cujo foco seja a erradicação da pobreza e condições de vulnerabilidade social da cidade;

• Realização de campanhas educativas para a prevenção e o combate ao uso de drogas;

• Manter e aprimorar oficinas de contra turno social, oferecendo cursos de culinária, artesanato, informática, dança e lutas para os adolescentes da nossa comunidade, ocupando seu tempo ocioso, visando um melhor desenvolvimento pessoal e cidadão;

• Estimular ações para o atendimento da família, visando não somente o cunho assistencialista, mas também promover a capacitação e o aperfeiçoamento pessoal;

• Ofertar cursos para gestantes, visando a confecção de enxoval para os recém nascidos, bem como, parceria com o departamento de saúde para estimular palestras e informações importantes sobre os primeiros cuidados de vida dos bebês;

• Realizar o projeto “Natal das crianças”;

• Reativar as instalações da casa do FIA na vila Reis, realizando ações e atividades voltadas para as famílias que ali residem;

• Manter e expandir os eventos e as viagens de lazer que são ofertados para o público da terceira idade;

• Estabelecer articulação com redes não governamentais de assistência social e com outras políticas sociais da prefeitura, em especial na área da educação e trabalho, possibilitando responder com efetividade às necessidades da população;

• Dar melhor suporte aos conselheiros Tutelares para ações preventivas, visando à proteção da Criança e do Adolescente;

• Investir na capacitação e aperfeiçoamento dos funcionários municipais

responsáveis pela assistência social, assegurando eficiência na gestão,
considerando-se todas as instâncias do sistema descentralizado e participativo, bem como a realidade social na qual Porto Amazonas está inserida;

• Adquirir uma máquina, e matéria prima para confecção de fraldas, a fim de suprir as necessidades da população.

EDUCAÇÃO E CULTURA

• Oferta de um Kit básico aos estudantes carentes do município, matriculados na rede municipal de ensino, vinculados à assistência social e cadastros em programas de baixa renda, mediante a entrega, no primeiro período letivo de cada ano, de uma mochila com materiais básicos escolares, contendo ainda uniforme escolar e um par de tênis, possibilitando a diminuição da desigualdade social;

• Valorização dos Professores e demais funcionários que estão vinculados ao Departamento Municipal de Educação e Cultura do Município, mediante revisão dos planos de cargos e salários, oferecendo constante aperfeiçoamento profissional e educacional;

• Incentivo ao ensino e aprendizado, qualificando constantemente os Professores da rede municipal, mediante a oferta de cursos, celebração de convênios, palestras, seminários e toda forma de difusão do conhecimento que possa contribuir para o aprendizado dos professores e consequentemente ser revertido em favor dos alunos das séries iniciais de ensino;

• Pleitear recursos para construção de um novo prédio, CMEI, ofertando vagas suficientes para atender toda demanda do município;

• Manutenção e adequação dos espaços físicos escolares, buscando melhores condições de infraestrutura para acomodações dos discentes;

• Manter os espaços físicos escolares supridos com todos os equipamentos e materiais didáticos necessários para o correto funcionamento educacional;
• Manter e executar diversos convênios na área da educação de acordo com as leis de exigências federal e municipal;

• Oferecer o plano Positivo de ensino as escolas municipais;

• Criar um laboratório de informática, que atenda a todas as escolas municipais, com aquisição de computadores modernos, para que a crianças possam aprender, desde as séries iniciais, a usar corretamente os benefícios que a informática pode proporcionar;

• Elaborar projeto educacional para possibilitar visitas escolares e a interação entre as crianças das séries iniciais com o grupo da terceira idade do município, visando a troca de experiências, para ambos os lados, gerando aprendizado mútuo e formação de cidadãos com maior tolerância e respeito;

• Incentivo à realização de gincanas escolares, abordando temas culturais e históricos, permitindo que ocorra maior interação entre a comunidade e os discentes, permitindo maior aprendizado das crianças sobre a história e a cultura de Porto Amazonas;

• Constante manutenção do transporte escolar, permitindo que seja rápido, eficiente, seguro e acessível aos estudantes que residem em localidades afastadas das instituições de ensino;

• Incentivar e promover ações que fortaleçam a diversidade cultural local;

• Garantir a proteção, o reconhecimento e a valorização do patrimônio material e imaterial das culturas que contribuíram para a formação da identidade cultural de Porto Amazonas;

• Recriar a banda municipal de Porto Amazonas, ensinando músicas às crianças e adolescentes do município, constituída como uma atividade voluntária de lazer e aprendizado;

• Reconhecimento através da arte: inserir no calendário escolar, determinados eventos, como feira de ciências e/ou cultural, bem como, festivais artísticos que envolvam a dança, e apresentações teatrais como facilitadores do aprendizado;
• Incentivar e aprimorar eventos municipais que resgatem a história e a tradição de Porto Amazonas;

• Buscar a expansão do acervo bibliotecário nas escolas municipais, como na biblioteca pública.

ESPORTE E LAZER

• Criação de um espaço para treinamento olímpico;

• Desenvolver e aplicar o projeto “revelando talentos”, mediante uma escolinha em tempo de contra turno escolar, buscando como foco a socialização, a disciplina, a construção de valores, a ocupação do tempo ocioso dos adolescentes e a revelação de talentos esportivos, para que esses possam representar nosso município;

• Promover calendário municipal para jogos escolares municipais e intermunicipais, estes últimos, fomentando o turismo e a divulgação do município;

• Promover atividades lúdicas e jogos recreativos para as crianças das escolas municipais do 1º ao 5 º ano, visando a iniciação esportiva;

• Oferecer campeonatos municipais de futebol e futsal, promovendo a pratica esportiva e como alternativa de lazer;

• Oferecer apoio e incentivo ao Clube Renascença;


DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, AGRICULTURA

Um dos grandes problemas que os porto-amazonenses enfrentam diariamente é a escassez de novas oportunidades de emprego, fato que se exterioriza pela falta da instalação de novos empreendimentos.
O município precisa abrir novos postos de trabalho, permitindo que seus cidadãos não precisem se deslocar para outros localidades em busca de um emprego formal, que lhes garanta o sustento próprio e de seus familiares.

Assim, nesse cenário, vê-se inúmeros jovens migrando para outros municípios e precisando deixar Porto Amazonas. Porto isso, as principais necessidades são:

• Trazer para o município no mínimo 2 (duas) empresas, de pequeno a médio porte, observado o tamanho da cidade, que possam se instalar no município e gerar novas possibilidades de empregos aos porto-amazonenses;

• Conceder, inicialmente, incentivos e isenções fiscais com a finalidade de atrair o investimento de novos empresários para Porto Amazonas;

• Listar as necessidades dos atuais empresários do município, colocando a Prefeitura à disposição, fomentando seu crescimento;

• Criação de uma agroindústria para utilizar os produtos e matérias primas da fruticultura local;

• Construção de um barracão industrial, sendo cedido pela prefeitura para instalação de empresas de pequeno porte iniciarem atividades econômicas e gerar trabalho e renda;

• Ativar o Banco Social, promovendo a economia e geração de renda;

• Incentivar a ampliação da fruticultura familiar, estimulando geração de renda e desenvolvimento do município;

• Recriar a Feira Lua, conhecida popularmente como “feirinha”;

• Manter a distribuição de calcário, aos pequenos agricultores para o preparo do solo;

• Reativar a Emater no município;

• Realizar parcerias com órgãos como SENAR, SESC e SEBRAE, visando ofertar cursos de qualificação para trabalhadores de diversas áreas;
TURISMO

• Elaborar cronograma de eventos e atividades turísticas;

• Revitalização e melhoria da infraestrutura do Cais;

• Promover de maneira consciente e responsável a pesca esportiva;

• Criação de um recanto municipal na Represa, incentivando o turismo ecológico no município;

• Melhorias e ampliação da infraestrutura para a realização da Festa da Maça;

• Promover eventos culturais a nível municipal e intermunicipal;

MEIO AMBIENTE E PRESERVAÇÃO

É necessário aprimorar o serviço de coleta seletiva no município, através da ampla divulgação dos trabalhos realizados pela comunidade que separa os materiais recicláveis, desta forma, a coleta seletiva será utilizada para conscientização ambiental e como uma fonte para geração de novos empregos, da seguinte maneira:

• Estimular que os moradores de Porto Amazonas se conscientizem da importância da coleta seletiva para o município, gerando assim maior quantidade de material reciclável a ser reaproveitado;

• Adequar e melhorar as instalações e espaços públicos utilizados na separação dos materiais recicláveis, permitindo a aumento da demanda de trabalho com a responsabilidade de conseguir ofertar uma adequada estrutura física;

• Elaborar projetos para dar melhor destinação aos materiais recicláveis, investindo, no possível, para gestão de novos empregos e fontes de renda utilizando a matéria prima reaproveitada;

• Fortalecer e dar mecanismos ao conselho municipal de meio ambiente;
• Criar projeto para conservação e limpeza do Rio Iguaçu;

• Realização de estudos sobre o impacto ambiental nas obras a serem realizadas pelo governo municipal;

SANEAMENTO BÁSICO

• Ampliação da rede de esgoto, em conjunto com a SANEPAR;

• Oferecer saneamento básico e rede de esgoto, onde se faz necessário;

• Ampliar o abastecimento de água na Vila Reis, com aquisição de uma nova caixa de água para atender integralmente a demanda local;

• Adequar e remanejar a destinação dos resíduos sólidos;

• Solicitar junto à Sanepar programa de despoluição ambiental;

DEMOCRATIZAÇÃO DA GESTÃO PUBLICA


• Prefeitura com o Povo, realização de reuniões do prefeito, gestores, secretários, e vice-prefeito com a população, ouvindo as reais necessidades, reclamações e sugestões.















*Fonte TSE



Conheça as propostas de governo do candidato à prefeito Miguel Tadeu Sokulski

O Blog do Riomar Bruno, apresenta as propostas dos candidatos a prefeito de Porto Amazonas.
O texto a seguir é a reprodução exata dos arquivos que estão sendo disponibilizados pelo TSE, que os próprios candidatos apresentaram.
Conheça agora as propostas do candidato Miguel Tadeu Sokulski (PSD) e de seu vice Jose Luiz Soldi pela coligação Desenvolvimento, Organização e Trabalho.
Miguel Tadeu Sokulski já foi prefeito de Porto Amazonas e também vereador, já Jose Luiz Soldi, foi vice prefeito e vereador.


Apresentação das Propostas de Governo de Miguel Tadeu Sokulski
Plano de Governo 2017-2020

COLIGAÇÃO “DESENVOLVIMENTO, ORGANIZAÇÃO E TRABALHO”
(PSD/PTB/PSDB/PRB/ PSB/PSC/PP/PR)



1. INTRODUÇÃO

O presente Programa de Governo contempla os compromissos básicos de Miguel Tadeu Sokulski (Pepé), para transformar Porto Amazonas na cidade que queremos para nós e nossos filhos viverem.
Este documento é uma construção coletiva, onde estão contemplados propostas de governo, em que o povo foi ouvido, onde foram apontadas as necessidades básicas e essenciais. Foram ouvidos também políticos e suas bases para que pudéssemos fazer propostas realmente viáveis, algo que possamos, ao final de quatro anos, colocar um carimbo com a frase: “COMPROMISSO CUMPRIDO”, como já fizemos em nossas outras gestões, pois de nada adianta fazer propostas mirabolantes se ao final de um mandato não realizar nem 50% daquilo que se propõe. Por isso, nossa proposta é de construção coletiva por aqueles que acreditam que nossa cidade merece ser mais do que é hoje.
Reforçamos, no entanto, que esta Proposta de Governo não é fechada, ela está aberta a seu aperfeiçoamento, para que os cidadãos de nossa querida Porto Amazonas possam contribuir com novas sugestões e aperfeiçoamento. Trata-se de um projeto em permanente processo de elaboração democrática, já antecipando a ideia de ouvir sempre o povo e colocá-los no posto de comando da política no futuro.
O povo de Porto Amazonas, não pode esperar mais, exige que seu Prefeito saiba ouvir, seja humilde, competente, trabalhador e incansável na busca do interesse público. E por acreditar que eu Miguel Tadeu Sokulski (Pepé como sou conhecido por todos) reúno estas características para assumir novamente o posto de Prefeito é que o povo me chamou de volta para a política e através deste documento, assumo com esse povo meus compromissos.
Além do povo, tenho o apoio de uma ampla coligação de partidos que concordam do mesmo sonho PSD – Partido Social democrático, PTB –
Partido Trabalhista Brasileiro, PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira, PRB – Partido republicano Brasileiro, PSB – Partido Socialista Brasileiro, PSC
– Partido Social Cristão, PP – Partido Progressista, PR – Partido Republicano, o qual estão coligados como o nome “DESENVOLVIMENTO, ORGANIZAÇÃO E TRABALHO”.
O nome da coligação representa aquilo que espera de uma administração: Buscar o DESENVOLVIMENTO do município como um todo, nos mais variados setores, dando ênfase, na atualidade a geração de empregos e renda, ORGANIZAÇÃO, pois é impossível realizar algo pelo município se não houver uma administração que tenha ênfase no planejamento e na organização administrativa e TRABALHO, pois todos os que estão numa administração devem se lembrar de que o povo espera de nós o melhor, que administração não pode ser cabide de emprego Quem estiver com Miguel Tadeu Sokulski, seja no qual setor estiver, deverá dar o máximo de si, para que possamos realizar os compromissos ora assumidos.
Este Programa de Governo é alicerçado em várias diretrizes programáticas que definem os princípios que o norteiam e perpassam os eixos de desenvolvimento, conforme os grandes temas e desafios a serem enfrentados por Miguel Tadeu Sokulski.


2. A PORTO AMAZONAS EM QUE VIVEMOS

De acordo com dados do IPARDES1, a população estimada de nossa cidade no ano de 2016 é 4.782 habitantes e no ano de 2030, o IPARDES projeta 4.923 habitantes, um índice de crescimento populacional bastante baixo e que pode estar ligados a vários fatores, entre eles, acreditamos a falta de oportunidades de emprego em nossa cidade, pois se vê com certa frequência jovem e famílias mudando de residência para cidades vizinhas, como Araucária, Campo Largo, Curitiba e Ponta Grossa.
Por isso, precisamos reverter esta lógica, através de um eixo de políticas públicas voltada ao desenvolvimento industrial do município, uma vez
que temos uma população essencialmente urbana.

1 FONTE: IPARDES. Paraná - Projeção das Populações Municipais (2016-2030)
Sentimos hoje falta de políticas públicas voltadas para o turismo, para agricultura, para o esporte, para o desenvolvimento urbano e tantos outros setores públicos, e por isso nossas propostas são aquelas viáveis para a construção de uma cidade que seja realmente de todos.


3. A PORTO AMAZONAS QUE QUEREMOS

Para transformar em realidade a “Porto Amazonas que queremos”, a qual começará a ser construída em nossa futura gestão, este Programa de Governo é estruturado em eixos de desenvolvimento (conforme as diretrizes programáticas) e nenhum dos eixos de desenvolvimento se sobrepõe a outro, e há diversos elementos que perpassam a dois ou mais eixos, bem como outras ações se caracterizam pela complementaridade de mais de um dos eixos de desenvolvimento propostos.


4. DIRETRIZES PROGRAMÁTICAS

Para se conceber a Porto Amazonas que queremos, é necessário alicerçar este Programa de Governo de Miguel Tadeu Sokulski (Pepé) em princípios básicos, diretrizes que nortearão todas as ações do governo e perpassarão pelo conjunto das políticas públicas a serem implementadas nos quatro anos de governo na Prefeitura Municipal de Porto Amazonas.

4.1 Geração de emprego

Porto Amazonas pode e deve buscar o desenvolvimento econômico diante das potencialidades latentes no município em diversos segmentos, com destaque para o comércio, a indústria, o turismo e os mais variados serviços. Ocorre que em relação a este eixo de desenvolvimento, sente-se que há total ausência de estímulos advindos do poder público municipal.
Assim, dentre as principais propostas que promoverão o desenvolvimento econômico em Porto Amazonas destacam-se:
• Criar um (departamento ou secretaria) específico que vise à geração de empregos;
• Criar projeto de incentivo ao empresário que desejar instalar sua empresa no Município. Nesse projeto será de incentivos fiscais para estímulo à economia municipal que contemple, dentre outros, a redução da base de cálculo do
ISSQN para determinados serviços considerados estratégicos para a geração de trabalho e renda e incremento da economia local; remodelação do Alvará de Funcionamento e de demais Taxas públicas para que atuem como fomentadoras de emprego e renda municipais.
• Usar mídias sociais, televisivas e de publicidade, federações de indústria e comércio, feiras, como forma de divulgar o município e buscar a instalação de empreendimentos localmente.
• Ampliar a área destinada à instalação de empresas;

• Qualificação do trabalhador, para contribuir na solução da carência de profissionais capacitados para os postos de trabalho que surgirão no município, sendo que Prefeitura Municipal de Porto Amazonas implantará o projeto de qualificação, em parceria com SENAI, SENAC, SEBRAE, e outras instituições de formação de pessoal.
• Implantar incubadora de empreendimento econômico e solidário, como forma de fortalecer os micros e pequenos negócios informais, rurais e urbanos, existentes no município;
• Fazer parcerias com instituições de ensino superior para realização de estágios para alunos de cursos Médio/Técnico e superior;
• Estimular as iniciativas associativistas por meio de grupos de produção,

comercialização e cadeias produtivas de diferentes segmentos econômicos;

• Adquirir produtos da Compra Direta da Agricultura Familiar

• Apoiar os Catadores de materiais recicláveis em associação e/ou cooperativa para a coleta seletiva;


4.2 Saúde Pública

A saúde pública, como sempre é a que exige as tarefas mais urgentes. Precisamos considerar sempre os avanços, aquilo que entendemos estar dando certo e reavaliar aqueles que não estão dando certo. Desta forma, as prioridades na área de saúde serão:
• Assegurar o transporte no deslocamento dos usuários acometidos com doenças crônicas, de tratamentos contínuos, consultas com especialidades médicas em outros municípios, desenvolvendo a central de transporte em saúde.
• Criação do NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) para apoiar

consolidação da Atenção Básica.

• Criação do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) para atendimento as demandas de saúde mental
• Firmar convênio com instituições públicas e privadas para tratamento de dependentes químicos.

• Melhorar os serviços de saúde na atenção básica

• Criação da Central de Marcação de Consultas e Exames.

• Melhorar e estruturar o serviço de vigilância em saúde (vigilância sanitária e vigilância epidemiológica).
• Melhorar o Centro de Referência a Saúde da Mulher com os serviços especializados e intensificar o atendimento de pré-natal, parto e pós-parto
• Desenvolver com parcerias públicas e privadas um trabalho de capacitação continua e humanizada com todos os profissionais da saúde.
• Realizar os investimentos, que deixaram de ser feitos, no Hospital Menino Jesus.

• Continuar e fortalecer todos os programas relacionados à saúde, como medicamentos do REMUME, exames diagnósticos, prevenção de doenças, etc.
• Fortalecer o Conselho Municipal de Saúde para que o controle social seja democratizado.

• Implantar as Redes de Assistência à Saúde: saúde mental, psicossocial, do idoso, urgência/emergência, com criação de protocolos de atendimento.
• Melhorar os serviços de atendimento de Hiperdia, com a implantação dos protocolos de atendimento e inclusão de mais profissionais ao programa.

• Fortalecer o atendimento odontológico na unidade de Saúde.

• Reestruturar a Vigilância Sanitária, agindo na prevenção e constatação das necessidades locais.


4. 3 Educação

Na educação temos proposta de um projeto de modernização dos espaços escolares, em ambientes pedagógicos multifuncionais, os quais na atualidade estão restritos nas escolas a meras salas de aula.
Por isso há necessidade de reforma da rede de ensino existente, buscando transformar as escolas em ambientes agradáveis e saudáveis, bem
como lugares para o desenvolvimento pleno da cidadania inclusiva, com respeito aos portadores de necessidades especiais, aos que demandam educação especial, bem como a adaptação dos espaços para se adequarem aos modelos de indução à sustentabilidade ambiental (hortas na escola, reciclagem, etc.)
Também é necessário estimular o processo de integração das escolas com a comunidade, com promoção de cursos técnicos e profissionalizantes nos períodos de fins de semana e de férias escolares.
Entre as propostas da educação, destacam-se:

• Fortalecer a formação profissional de professores e servidores,

• Cumprir a Lei Municipal 848/2009 que trata do plano de cargos e salários dos professores, realizando as mudanças de classe, que os profissionais do magistério têm direito, conforme os períodos já estabelecidos na Lei, ou seja, de dois em dois anos, para que não tenham suas expectativas de carreira frustradas
• Implantar gradativamente o uso de tecnologia nas Escolas Municipais, firmando, se for o caso, parcerias com o MEC e FNDE;
• Implantar nos currículos escolares aulas de informática, como forma de estimular o uso destas tecnologias na escola.

• Estudar, em conjunto com os professores, a reimplantação de materiais didáticos de qualidade apostilados, sem perder o foco quanto ao projeto político pedagógico da escola e as características do corpo docente existentes em sua unidade de ensino. Nada será imposto, trata-se de uma construção conjunta visando o melhor aprendizado dos alunos. Destaca-se, que esta discussão será necessária, pois há os que defendem o uso de materiais sócio- construtivistas que exigem complementação, o qual pedem constante participação dos alunos, demandam interatividade, cobram pesquisas e enriquecimento cultural extra-escolar, sugerem e incentivam a participação da família na vida escolar do estudante, demonstram e levam os estudantes a ver a escola como extensão do mundo em que vivem
• Programa uniforme e material escolar.

• Política de incentivo ao desempenho escolar;

• Reforçar a política da qualidade do transporte escolar;
•Pleitear junto ao Governo Federal e Estadual a Construção de um prédio próprio para receber a Escola Municipal Antonio Tupi Pinheiro;
• Implantar o Projeto Escotismo nas escolas municipais;

• Construção de um novo Centro de Educação Infantil (creche)


4.4 Esporte

O esporte deve ser compreendido de maneira integrada com outras áreas como educação e saúde, sendo necessária uma articulação entre as políticas implementadas, de maneira a potencializar ações, romper com a sobreposição de projetos e superar a ausência de políticas em determinadas áreas. Por isso devemos otimizar o uso de espaços já utilizados pela comunidade (escolas, praças, academias ao livre, quadras de esporte, ginásios de esportes, etc.) para a realização de atividades de esporte e de lazer.
Assim, reconhecemos que o esporte em nossa cidade não tem sido prioridade, mas precisamos mudar essa cultura e apoiar o esporte como instrumento fundamental de inclusão por constituir-se atividade de apelo sadio e integrador, com linguagem universal. Temos a consciência que promover os esportes e o lazer como meio de prevenção e melhoria da saúde e das condições físicas do ser humano e da integração social e fundamental. Nesse sentido, algumas de nossas propostas:
• Criação do cargo de Professor de Educação Física e respectiva contratação do profissional para atuar junto ao Departamento de Esportes e desenvolver atividades ligadas as diversas modalidades esportivas, como futsal, vôlei, basquete, handebol, etc.
• Criação de escolinhas de modalidades esportivas;

• Reforma do ginásio de esportes, com destaque ao piso da quadra de esporte, onde iremos estudar a possibilidade de substituir o atual e utilizar material emborrachado.
• Reestruturação do ginásio de esportes com a aquisição de modernas traves para uso no futsal e handebol, aquisição de postes modernos para rede de vôlei e material moderno para as tabelas de basquete.
• Compra de materiais esportivos diversos para funcionamento das escolinhas de modalidades esportivas e campeonatos, além de material para premiação (medalhas, troféus etc.)
• Incentivos de campeonatos e torneios escolares e adultos;

• Apoio às entidades desportivas oficialmente instituídas;

• Criar festivais desportivos em datas comemorativas como feriados nacionais ou municipais;

• Criar um espaço para a prática de esportes radicais (skate, etc.) no centro da cidade.



4.5 Desenvolvimento Social

Por ser de competência dos municípios a realização das políticas sociais e, por extensão, a função de garantir os direitos sociais dos cidadãos, é que propomos ações de governo que resultem na sua efetivação. Também reconhecemos a necessidade do envolvimento dos três níveis de governo (municipal, estadual e federal) em programa articulados para gerarem maior impacto frente à realidade social de exclusão em que vivem muitas famílias;
Trabalhar na concepção de uma política de assistência social, não como mero assistencialismo, mas como promoção social, com o envolvimento da comunidade beneficiária e de outros sujeitos sociais, levando-se em conta a uma Política de Assistência Social articulada com as demais políticas públicas, respeitando o trabalho em rede.
Dessa forma as propostas para essa área são:

• Estabelecer um modelo de gestão que permita a completa intersetorialidade entre as políticas de saúde, educação, alimentação, esporte, lazer e segurança na área da criança e do adolescente.
• Implantar e incrementar em parceria com as demais esferas de governo, ações preventivas e assistenciais para atendimento especializado a crianças e adolescentes bem como de seus familiares, assegurando-lhes os direitos fundamentais de dignidade, respeito, liberdade e acesso a serviços públicos de saúde, assistência social, educação, justiça e segurança;
• Fortalecer as ações do Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e da Adolescência, dando plenas condições ao exercício da atividade de seus membros.
• Estabelecer programas específicos e integrados de atendimento aos idosos, fomentando parcerias do Município com a União, com o Estado e com organizações não governamentais; incentivando o voluntariado, tudo no intuito
de transpor o desafio de bem atendê-los e inseri-los na família e na sociedade de forma e em consonância com o Estatuto do Idoso e também ampliar as ações direcionadas aos Idosos.
• Ampliação dos Projetos de Habitação em parceria com entidades ligadas ao setor.
• Fortalecimento do programa de qualificação e capacitação Profissional;

• Intensificar as Políticas da Assistência Social em Convênio com as esferas Federal e Estadual

• Atender as famílias em situação de risco e vulneráveis, que se enquadram dentro dos critérios assistenciais para receberem medicamentos não constantes da REMUME e exames laboratoriais e outros de diagnóstico


4.6 Meio ambiente

A localização privilegiada de Porto Amazonas dentro de um cenário de belezas naturais, como o Rio Iguaçu, campos e matas nativas, leva nossa consciência a estabelecer políticas que valorizem e promovam o desenvolvimento ambiental do município. Este eixo temático busca estruturar uma ampla política de gestão ambiental, que Porto Amazonas se ressente há muito. Dentre as principais ações previstas nestas áreas estão:
• Reestabelecimento do programa de arborização nos logradouros públicos e verdadeiro cuido das mesmas, com o plantio ou substituição de árvores que não danificam o calçamento e pavimentação e ainda que não prejudicam a mobilidade, com espécies nativas e adequadas, com metas claras e pactuadas de locais e quantidade a serem plantadas.
• Apoiar e fomentar a coleta seletiva de resíduos, com apoio a Associação/Cooperativa de Recicladores, objetivando a reciclagem e consequentemente a geração de emprego e renda.
• Incentivar programas de caminhadas ecológicas, palestras ligadas ao meio ambiente e fomentar parcerias na área do meio ambiente.

• Criação de Parque Ambiental, no centro da cidade (em área a ser negociada pelo município) com estrutura para caminhadas, lazer, educação ambiental, integrando o mesmo integrado com a orla do rio Iguaçu entre a “Biquinha” e o “Cais do Porto”, conforme já previsto no Plano Diretor do Município.
• Apoiar e incentivar o calendário ambiental do município: limpeza do Rio Iguaçu e outros eventos ambientais (expedição do Rio Iguaçu);

• Promover a conservação dos afluentes do Rio Iguaçu.

• Criação do Parque Municipal de Exposição.

4.7 Infraestrutura

A infraestrutura urbana requer sempre atenção e cuido, pois ela é chamariz a novos investimentos empresariais e também ao turismo. Uma cidade limpa, bem cuidada e com estrutura adequada eleva a qualidade de vida dos cidadãos. Há muito a ser feito, mas em linhas principais propormos:
• Levar projetos de pavimentação para as ruas novas da Vila Reis e aquelas que necessitarem de reforma, priorizando aquelas ruas que ainda não receberam nenhum tratamento de pavimentação asfáltica.
• Ampliar o serviço de iluminação pública e manter os já existente com constante vistorias e evitar que lugares fiquem no escuro para aumentar a segurança na cidade.
• Pleitear a construção do Projeto Meu Campinho do Governo Estadual (projeto este integrado ao de esportes)
• Pleitear junto a SANEPAR melhorias no sistema de abastecimento de água na cidade firmando convênio, e caso o convênio já tenha sido feito, realizarmos reuniões constantes e cobranças para que as propostas já existentes no Plano Municipal de Saneamento Básico
• Ampliação do sistema de sinalização horizontal e vertical das vias urbanas;

• Manutenção constante de estradas rurais;

• Aperfeiçoar os equipamentos e mobiliários públicos urbanos (passeios, entrada em prédios, entre outros) para melhoria da acessibilidade, com prioridade aos idosos, crianças e portadores de deficiências.
• Implantar redes wi-fi gratuita em pontos determinados da cidade com velocidade adequada a um número grande de usuários.


4.8 Agricultura

Por este programa será garantidas assistência técnica e apoio a investimentos na produção procurando incrementar e desenvolver a agricultura local. Nossa linha de ação básica será:
• Apoiar o desenvolvimento de produtos locais e regionais de qualidade;

• Apoiar e incentivar à participação em feiras, contatos com redes de comercialização; diversificação dos sistemas produtivos e apoio à industrialização de produtos agrossilvopastoris.
• Apoiar aos pequenos agricultores do Município, com realização de cursos e parcerias públicos e privadas para incremento da produção;
• Melhorias das estradas rurais para escoamento de safra (articulada a infraestrutura urbana).
• Incentivo e valorização a agricultura familiar.

• incentivo a formação de cooperativas locais para fornecimento de produtos da agricultura familiar ao município.


4.9 Cultura

A área de cultura precisa ser consolidada. Uma cidade não pode perder sua memória. Há necessidade de se preservar certas tradições culturais e resgatar outras, além do que a cultura envolve também outras aspectos como as artes: dança, teatro, música, exposições, festas, etc. Para este setor vamos:
• Apoio aos segmentos artísticos do município;

• Divulgar a cultura local em eventos intermunicipais;

• Apoiar a revitalização do patrimônio histórico do município;

• Estruturar um espaço público e criar um acervo municipal da “memória do município”
• Buscar recursos estaduais ou federais para restauração do Clube Operário e destiná-lo a atividades culturais.
• Apoio/incentivos a “cavalgadas”.



4.10 Turismo

A Prefeitura atuará para estruturar e promover o desenvolvimento do turismo para viabilizar emprego e renda, buscando consolidar Porto Amazonas como um roteiro turístico, fato este já identificado no Plano Diretor do Município. Para tanto, tal como a cultura, há necessidade desta área ter um setor específico dentro das políticas públicas, tal qual a cultura terá. Assim pretendemos:
• Promover um turismo responsável, sustentável e acessível a todos.

• Criar Departamento que identifique, planeje e execute um projeto de turismo contemplando o Rio Iguaçu;
• Divulgação das potencialidades turísticas do município;

• Projeto de revitalização e urbanização das margens do Rio Iguaçu, na

Biquinha e Cais do Porto (já mencionado no item 4.6 de como será feito).

• Cursos de qualificação para profissionais do setor turístico;

• Apoio aos eventos sócio/artísticos culturais;

• Implantar o calendário anual de eventos;

• Criar o Conselho Municipal de Turismo e o Fundo Municipal de Turismo, contando com a participação popular e órgãos colegiados de turismo;

• Incentivar empreendimentos turísticos;

• Promover parcerias com o setor privado e terceiro setor para o desenvolvimento do turismo.



4.11 Gestão

Este eixo temático é o que abrange o desenvolvimento do gerenciamento das políticas públicas da Prefeitura Municipal, bem como o atendimento ao cidadão e o controle social dos atos e da aplicação dos recursos públicos.
Diante do quadro atual da máquina pública municipal e de total descaso com a gestão, torna-se urgente promover um imediato salto de qualidade na gestão municipal, caminhando para construir as bases estruturais, tecnológicas e de pessoal para que a Prefeitura tenha condições reais de gerir em escala tanto pontual quanto estratégica, todas as suas ações.
Tal construção é uma tarefa árdua, pois implica em estabelecer um novo padrão e romper com costume, porém propiciará ver Porto Amazonas para além, para o futuro, iniciando uma construção de longo prazo da cidade que queremos. Para tanto, destacam-se as seguintes ações:
• Implantação da gestão por resultados: trata-se de gerir a Prefeitura de Porto Amazonas a partir de objetivos e metas mensuráveis pactuados e compartilhados com os servidores municipais e a sociedade, de tal forma que todos: prefeito, diretores de departamentos, funcionários e parceiros convirjam para atingi-las. Tal modelo tem dado certo em municípios e estados que o
adotaram e representa uma verdadeira revolução na gestão, pois é transparente, motivador (inclusive porque abre espaços para ganhos salariais decorrentes das metas) e promove a participação social nas decisões.
• Valorização do Servidor: para se promover a ampla valorização do servidor municipal é compromisso de Miguel Tadeu Sokulski em atualizar e elaborar os planos de carreira; promover concurso público para suprir as atuais carências, em especial na saúde e setores administrativos, além de criar alguns cargos a serem preenchidos via concurso público e que são essenciais a população e ao serviço público,.
• Implantar a escola do servidor municipal para promover a qualificação do funcionalismo; aprimorar as condições de trabalho; estimular a educação continuada do servidor público.
• Fornecer serviços online aos contribuintes. (IPTU, Certidões Negativas, NFSe, entre outros).
• Modernização dos serviços de atendimento ao público visando agilidade e acompanhamento de requerimentos e outros serviços.



5 CONCLUSÃO

Como foi mencionado no início às propostas aqui são abertas e poderão serem aprimoradas e acrescentadas outras no decorrer do tempo, por exemplo segurança pública a qual devemos sempre estar em conversas com autoridades do setor visando seu aprimoramento.
É importante que tenhamos consciência de que as propostas aqui não pode ser letra morta, como temos vistos, mas que elas possam realmente sair do papel e beneficiar toda a nossa cidade.


















*Fonte TSE


Mesmo com chuva Igrejas Evangélicas realizaram o Porto Amazonas Em Ação



A chuva e o frio não espantaram os porto amazonenses que participaram da Mega Ação Social – Porto Amazonas em Ação – no sábado, dia 20 de Agosto.
Promovida pelas Igrejas Evangélicas de Porto Amazonas – (Cristianismo Decidido, Menonita, Renovo e Presbiteriana do Brasil) – com apoio da AMAS (Associação Menonita de Assistência Social) – e também com a participação da Sociedade Bíblica do Brasil , SBB, com o Projeto Rodas de Socorro – Luz no Sul, que reúne voluntários da capital e de outras regiões do estado, a Mega Ação Social aconteceu pelo segundo ano consecutivo, no período da tarde, das 13h às 17h.

Os adultos foram atendidos no Centro de Convenções, com atendimento de saúde (médico, dentista, fisioterapeutas, enfermeiros, medição de pressão e diabetes) atendimento estético (cabeleireiros, manicuros, estética facial) advogado, assistência espiritual (com distribuição de Bíblias e outras literaturas, e também aconselhamento e oração). Para os apreciadores, um gostoso chimarrão.
No ginásio de esportes houve atividades para as crianças, com muitas brincadeiras, cama elástica, pintura a dedo, tênis de mesa, pebolim e outros jogos, distribuição de literatura infantil para incentivar a leitura, distribuição de algodão doce. Foram atendidas mais de 200 pessoas durante a Ação.

Queremos registrar a nossa gratidão a todos os voluntários que não mediram esforços para participar desta Ação, de Porto Amazonas e as pessoas que vieram de outras cidades, Curitiba, Guarapuava e Ponta Grossa. Colocando em prática as palavras de Jesus: “Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem ao vosso Pai que está nos céus.” (Mateus 5.16).

Agradecemos também à Prefeitura Municipal de Porto Amazonas, na pessoa do Exmo Sr. Ademir Schuhli, prefeito, que prontamente nos recebeu e disponibilizou o Centro de Convenções e o Ginásio de Esportes para a realização do evento, e ainda um ônibus que foi colocado à disposição da população para facilitar a locomoção.















*Fonte Igrejas Evangélicas de Porto Amazonas.
*Imagem: Igrejas Evangélicas de Porto Amazonas.


sexta-feira, 26 de agosto de 2016

O conjunto da obra e o juízo final de Dilma Rousseff

O PT nasceu com aspirações à santidade.
Tão metido a santo que nunca hesitou em atirar a primeira pedra.
Não porque necessariamente houvesse pecado,
mas porque havia pedras.
Não há impositiva relação de causa e efeito entre crime de responsabilidade e impeachment. Não poderia haver este sem aquele, mas poderia haver aquele sem este. No caso atual, é o desastroso conjunto de pecados que determina, ante o crime de responsabilidade cometido, a condenação num juízo político. A propósito, aprendi no catecismo que o pecado pode acontecer por pensamentos, palavras, atos e omissões. Informo a quem considere piegas esta informação, que a vida, com enxurrada de exemplos, me ensinou o quanto ela é correta. É através desses meios que cometemos todas as nossas faltas. E para o ser humano, não as reconhecer, em qualquer das quatro formas, é o mais danoso de todos os erros.

Enquanto assisto a primeira sessão do juízo final de Dilma Rousseff, percebo, em sua defesa, a continuidade dos mesmos pecados. A mensagem que recentemente (16/08) leu à Nação e ao Senado registra pela primeira vez a palavra "erro", ainda que numa frase com sujeito oculto. Erro de autoria não identificada. Tornou-se evidente, ali, a contradição entre a Dilma do dia 15 de agosto, mergulhada "num pote até aqui de mágoas", tomada pela ira e arrogância, e a Dilma que acordou no dia seguinte humilde, propondo diálogo e união em torno da pauta que lhe convinha. Qual a Dilma real? Se algum dia existiu, evaporou-se entre Lula e João Santana. Personagens tão divergentes quanto os que ela encarna só podem ocorrer numa encenação. Um deles é falso. Ou todos o são. Na política isso é pecado mortal.

A situação se agrava quando assistimos o comportamento da defesa da presidente afastada no Senado Federal. Primeiro, rasga e joga no lixo a carta do dia 16 de agosto (no que vai bem porque o inaproveitável programa ali proposto prorroga por dois anos o sanatório institucional em que temos vivido). Em seguida, reitera o velho e conhecido sintoma da psicopatologia petista. Entenda-se: o PT é um partido que nasceu em sacristias e conventos, com aspirações de santidade. Tão metido a santo que nunca hesitou em atirar a primeira pedra. Não porque necessariamente houvesse pecado, mas porque havia pedras.

Quis ser, e por bom tempo muitos o viram assim, um guia de peregrinos, objeto de veneração. Ainda sem pieguices, torna-se oportuno outro ensino de catequese: ou nossa vida se modela segundo aquilo em que cremos ou nossa crença se conforma ao modo como vivemos. Então, o petismo não reconhece os males que causou ao país. Só tem dedos para o peito alheio. Não tem unzinho sequer para as próprias culpas. Com três tesoureiros presos, o partido se considera um santo incompreendido e, para evitar martírio, extingue a função. Na história universal é o primeiro partido político com muita grana e sem tesoureiro.

Voltemos, porém, à primeira sessão do juízo final de Dilma Rousseff. Lá estão seus senadores usando todas as manhas possíveis para retardar o andamento dos trabalhos. Depois de seu governo haver feito tudo que fez, depois de ter caído na mais profunda desgraça, seus senadores estão servindo à nação mais e mais do mesmo. Não ruborizam pelos malefícios causados ou pela quadrilha instalada no coração do governo. Declaram-se ofendidos, isto sim, porque alguém os acusa de retardar o andamento das sessões e de todo o julgamento. E a nação a tudo vê. Temos aqui um dos muitos motivos da desgraça moral em que afundou o partido que governou o Brasil durante 13 anos consecutivos. É o pecado mortal de se achar sem pecados, de negar o que fez e faz, mesmo quando todos assistem aquilo que é feito. Eis a definitiva essência do conjunto da obra.


















* Percival Puggina (71), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. integrante do grupo Pensar+.


Grupo Conviver realiza desfile e se prepara para encontro regional da terceira idade

Na tarde da ultima quarta feira(24), aconteceu o tradicional encontro do Grupo Conviver Alegria de Viver, que ocorre todas as quartas feiras, em Porto Amazonas.

Os encontros acontecem sempre no Centro de Convivência da 3ª Idade Maria Venina da Rocha Gonçalves, conhecido como “Casa Vermelha" porem nesta quarta feira, aconteceu no Centro de Eventos Municipal Maria Emília Ribas Chemin e foi especial, como explica a coordenadora do Grupo Conviver, Luciane Bordinhom, pois aconteceu o desfile para a escolha da Rainha e Rei da Melhor Idade, também foram escolhidos as princesas e príncipes.

Diversos membros do grupo participaram do desfile, que contou com um bom numero de espectadores, foram oito candidatas ao titulo de Rainha da Melhor Idade, e quatro ao de Rei da Melhor Idade.
Os consagrados foram Marilene Seguro(1ª Princesa) e Ivani Rochinski (2ª Princesa) e Roseli Ferreira como Rainha, como rei foi leito Gabriel Rochinski e príncipes João Maria Batista,André Kazeker e Sebastião Rodrigues

O Grupo se prepara para sediar na próxima quarta feira (31) o encontro regional e cultural da terceira idade Gente dos Quatro Cantos, Viva Maturidade, que é um encontro de diversos grupos da terceira idade da região, são esperados grupos de diversas cidades entre elas Campo Largo, Lapa, Balsa Nova, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Contenda, Bateias, São Luiz do Purunã, São Jose dos Pinhais , Palmeira , Ponta Grossa entre outras.

De acordo com a Diretora do Departamento Municipal de Assistência Social, Zenaide R. Schuhli, que é responsável pela organização do encontro, o evento começa as 10h da manhã quando serão recepcionadas as caravanas dos municípios da região, as 11h30min começa ser servido o almoço no Centro de Convenções, as 13h será feita uma apresentação cultural, no Ginásio de Esportes e as 13h30min começa o baile com animação da Banda de Tony Mathias.

















quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Rapaz é conduzido à Delegacia de Palmeira por ato obsceno

Na tarde desta quarta feira(24) um rapaz morador de Porto Amazonas foi encaminhado à Delegacia de Palmeira, após ter praticado uma ato obsceno.

De acordo com o relatos, obtidos junto a Policia Civil, ele estava em seu veiculo em uma rua na na Colônia Witmarsum. Seminu, chamava a atenção de pessoas que passavam, até que uma mulher viu a cena e entrou em contato com um policial militar que é morador da região.

De posse das características do veiculo o policial que estava de folga abordou o suspeito e acionou a PM que o conduziu até a Delegacia de Palmeira, onde o mesmo assinou um Termo Circunstanciado e foi liberado.

Áudio falso circula nas redes sociais


Logo apos o fato ter ocorrido começou a circular nas redes sociais, principalmente no aplicativo WhatsApp, um áudio dizendo que havia sido preso um homem que "roubava crianças", esse áudio é falso, pois em nenhum momento o suspeito colocou uma criança dentro de seu veiculo.


















*Com informações da Policia Militar e da Policia Civil



Primeira parcela do 13º salário começa a ser paga hoje a beneficiários do INSS

Os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebem um salário mínimo e têm cartão com final 1, desconsiderando-se o dígito, começam a receber hoje (25) a primeira parcela do décimo terceiro salário.

Tem direito ao décimo terceiro quem recebeu, durante o ano, benefício previdenciário como aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão ou salário-maternidade.

Os pagamentos serão feitos até o dia 8 de setembro. A segunda parcela será paga em novembro.

Os beneficiários do INSS chegaram a ter a antecipação do benefício ameaçada pelo ajuste fiscal, mas após negociações com centrais sindicais e associações de aposentados e pensionistas, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou, no fim de junho, que o adiantamento estaria garantido.

A antecipação de 50% do décimo terceiro salário aos beneficiários do INSS é feita desde 2006.














*Fonte Agência Brasil
*Imagem: Ilustrativa


quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Um episódio real da longa guerra petista contra os colégios militares

Quando Olívio Dutra elegeu-se governador do Rio Grande, sua vitória foi entendida como evento culminante de uma empreitada revolucionária. Olívio e seus companheiros chegaram ao Palácio Piratini, em 1º de janeiro de 1999, mais ou menos como Che Guevara e Camilo Cienfuegos haviam entrado em Havana exatos 40 anos antes - donos do pedaço, para fazer o que bem entendessem e quisessem. Só faltou um velho tanque de guerra para os bigodudos e barbudos do PT se amontoarem em cima.

Foi com esse voluntarismo que o primeiro governador gaúcho petista, posteriormente conhecido como "O Exterminador do Futuro I" (haveria uma segunda versão com outro ator), despachou a montadora da Ford para Camaçari, na Bahia. "Nenhum centavo de dinheiro público para uma empresa que não precisa!", explicava o governador incandescendo sua mistura de vetustos ardores messiânicos e antiamericanismo adolescente. E o PIB gaúcho, por meia dúzia de tostões, perdeu mais de um bilhão de dólares por ano pelo resto de nossas vidas. Foi assim, também, que se instalaram pela primeira vez entre nós a tolerância, as palavras macias, o aconchego e os abraços aos criminosos, seguidos de recriminações e restrições às ações policiais. Foi assim que o MST e as invasões de terras ganharam uma secretaria de Estado. Foi assim, também, que o PT gaúcho inventou uma Constituinte Escolar, instrumento ideológico concebido para, sob rótulo de participação popular, permitir que o partido estabelecesse as diretrizes de uma educação comunista no Rio Grande do Sul.

A essas alturas já era gritante o contraste entre a qualidade da Educação prestada pelo Colégio Tiradentes, sob orientação da Brigada Militar, e o decadente ensino público estadual. A insuportável contradição não comportava explicações palatáveis, mas sua notoriedade exigia completa eliminação. E o governo transferiu o tradicional Colégio para a já então ultra-ideologizada Secretaria de Educação. O Colégio Tiradentes foi condenado à morte, executado e esquartejado. No mesmo intento de combater a quem defende a sociedade e de afrontar a tudo que pudesse parecer militar, Olívio Dutra retirou o comando da Brigada Militar do prédio onde historicamente funcionava e fez a Chefia de Polícia mudar-se do Palácio da Polícia. Sim, sim, parece mentira, mas é verdade pura.

Eleito governador em 2002, Germano Rigotto, tratou de reverter o aviltamento das instituições policiais. Fez com que seus comandos retornassem às sedes tradicionais e decretou a volta do Colégio Tiradentes à Brigada Militar. Ao se pronunciar durante a solenidade de assinatura desse decreto, o governador afirmou algo que não pode sumir nas brumas do esquecimento porque define muito bem a natureza totalitária de seu antecessor: "Não raro, por escassez de recursos ou limitações de qualquer natureza, a comunidade quer algo e o governo não pode atender. O que raramente acontece é o governo fazer algo contra o manifesto desejo da comunidade. Foi o que o aconteceu e é o que sendo retificado neste momento. O Colégio Tiradentes volta para onde deve estar. O Quartel General da Brigada Militar, retornou ao seu QG. A Polícia Civil voltou para o Palácio da Polícia".

Três atos marcantes, revogando providências que o governo petista impôs à sociedade gaúcha, contrariando-a intensamente, apenas para expressar seu antagonismo a tudo que fosse ou seja policial e militar.

Decorridos 13 anos, podemos ler no episódio aqui narrado as preliminares de um antagonismo que não se extinguiu. Persiste ainda hoje, entre as esquerdas, com apoio da burocracia do Ministério da Educação, uma absoluta intolerância em relação à "indisciplina pedagógica" dos colégios militares.














* Percival Puggina (71), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. integrante do grupo Pensar+.


PM de Porto Amazonas cumpre mais um mandado de prisão

Marcos Santos / USP Imagens
Na manha desta terça feira (23), quando a equipe da Policia Militar de Porto Amazonas voltava de Palmeira, após ter assumido o plantão, identificou um individuo na rua Conselheiro Jesuíno Marcondes na região central de Palmeira.

Em abordagem ao suspeito, foi constatado que contra o jovem de 21 anos havia um mandado de prisão em aberto, diante dos fatos a equipe o encaminhou à Delegacia de Palmeira para procedimentos cabíveis.

















*Fonte 1 BPM


Saúde
Doações
Todo o conteúdo do Blog do Riomar Bruno é gratuito, mas você pode ajudar nos custos de manutenção e produção do Blog. Faça sua doação, clique aqui para saber como.
Blog do Riomar Bruno
Rua Conrado Buhrer, 255 - Centro
Porto Amazonas - PR
Jornalista Responsável: Riomar Bruno dos Santos Ferreira
Comercial: (42) 9144-3838
falecom@riomarbruno.com.br
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Blog do Riomar Bruno.
-Textos e imagens de nossa redação podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte. Conteúdos e imagens aqui veiculadas são de responsabilidade das fontes aqui citadas
Duvidas e sugestões entre em contato.